Leilão de dezembro da Terracap tem foco em Samambaia e no Riacho Fundo 2

São 135 imóveis de todos os tipos. O leilão será on-line, no dia 15. Há caução de 5% e possibilidade de financiamento em 15 anos

atualizado 19/11/2020 14:50

Lote em Taquari leilão Terracap 12/2020Terracap

Será realizado, uma semana antes do Natal, em 15 de dezembro, o último leilão de imóveis da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), que prorroga o modelo híbrido de recebimento de ofertas on-line e com envelope depositado na urna no dia da audiência, com transmissão no YouTube.

As condições de participação não mudam: verificar todas as informações na página especial no site da Terracap e preencher a proposta com o preço ofertado. O valor é definitivo, o leilão se faz com as propostas recebidas e não há possibilidade de dar lance ao vivo para aumentar a oferta.

Depois, é preciso depositar a caução, correspondente a 5% do valor mínimo do imóvel, até 11 de dezembro. Para confirmar a participação, duas opções: seguir o procedimento inteiramente on-line, ou utilizar o serviço de drive-thru, instalado na sede da estatal, para depositar o envelope com os documentos no dia 13, das 9h às 10h.

Os ganhadores têm 10 dias para efetuar o pagamento total, ou do valor da entrada, entre 5% e 30% do imóvel, para, depois, assumir financiamento próprio da Terracap, que pode se estender por até 15 anos.

Opções

Dois lotes são destinados a profissionais da construção: na Rua 35 Norte de Águas Claras, perto do Parque Ecológico e da EPTG, há 3,6 mil m², com possibilidade cinco andares de apartamentos e/ou lojas e preço inicial em R$ 13,5 milhões.

Mas o maior preço do leilão está perto da Rodoviária Interestadual. São 10 mil m², que só podem acolher imóvel comercial, sem que seja hotel, motel ou organização religiosa. O preço mínimo é de R$ 19,4 milhões, o mesmo que, no leilão de outubro, não recebeu proposta.

No Paranoá, há mais de 10 ofertas de lotes parecidos, entre 1,6 mil m² e 1,8 mil m². Os preços começam em torno de R$ 800 mil. Todos os terrenos ficam à margem do Paranoá Parque. Poderão ser utilizados para comércio, mas também para residências, com algumas restrições a verificar com a administração regional.

O Riacho Fundo 2 é uma das regiões mais contempladas no leilão. Tem para todos os usos e tamanhos, de 126 m² a mais de 5,4 mil. Os preços são a partir de R$ 120 mil (R$ 6 mil de entrada, o mesmo valor da caução) e até mais de R$ 4 milhões.

Mesmo leque de opções em Samambaia, com 45 lotes de todas as metragens e em várias quadras. Sempre é preciso verificar o que pode ser construído, mas quase todos podem virar residencial segundo algumas condições, como, por exemplo, não abrir entrada em direção do espaço público. Preços a partir de R$ 66 mil.

 

0

Últimas notícias