Trans retira processo contra pastelaria e palestra para empregados

Natalha do Nascimento era xingada diariamente ao passar pela Viçosa da Rodoviária devido a sua identidade de gênero

atualizado 27/08/2018 23:25

TJDFT/Reprodução

As ofensas diárias feitas por funcionários da pastelaria Viçosa a Natalha do Nascimento pela sua condição de mulher transsexual resultou em um processo judicial contra a lanchonete e terminou com um acordo entre as partes. Ela abriu mão de uma indenização por danos morais pleiteada em R$ 20 mil e propôs uma palestra aos trabalhadores como forma de conscientizá-los sobre o respeito ao próximo.

Os trabalhadores e a mulher ficaram frente a frente mais uma vez, agora em um auditório no Fórum Desembargador José Júlio Leal Fernandes. Cerca de 40 empregados da Viçosa lotaram o local e ouviram da palestrante questões relativas a aspectos biológicos e comportamentais dos transgêneros e da sociedade. Também falou sobre direitos, violência aos desiguais e incentivou denúncias contra atos discriminatórios.

“Sempre acreditei que a educação é a ferramenta mais potente no combate à violência, sem gerar violência. Respeito não tem preço”, destacou.

Na época do ocorrido, a pastelaria demitiu o funcionário responsável pelas agressões verbais. (Com informações do TJDFT)

Últimas notícias