TJDFT inocenta Icipe em ação sobre gestão do Hospital da Criança

Contestação de contrato da organização social com o GDF vinha se arrastando desde 2016

Igo Estrela/MetrópolesIgo Estrela/Metrópoles

atualizado 16/10/2019 18:08

O Instituto do Câncer Infantil e Pediatria Especializada (Icipe) foi inocentado da acusação de improbidade administrativa, em ação movida pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) que questionava o contrato de gestão firmado pelo governo e a organização social. A sentença foi proferida nesta quarta-feira (16/10/2019), com a unanimidade de votos favoráveis à absolvição por parte dos desembargadores da Turma Cível do Tribunal de Justiça do DF (TJDFT).

Para o presidente do Icipe, Newton Alarcão, a decisão traz alívio à diretoria. “Tranquiliza não apenas a gestão como os pais dos pacientes, os 350 voluntários e todos os funcionários. Nos deixa mais confortáveis para continuar trabalhando”, declarou.

O superintendente executivo do HCB, Renilson Rehem, também comentou o assunto nesta quarta (16/10/2019). “Recebi a notícia com muita alegria, porque tem tanto tempo que a gente vem sofrendo com esses ataques. Isso é muito ruim, porque tira nosso foco. O que a gente quer fazer é administrar o hospital e cuidar das crianças”, disse.

A briga em torno da manutenção do Icipe no Hospital da Criança começou em 2016. Para o MPDFT, havia irregularidades na escolha da entidade para gerir a unidade, o que não foi confirmado pela Justiça.

Últimas notícias