Justiça condena assaltante que tentou matar policiais civis do DF

Douglas dos Santos Macedo acumula penas que ultrapassam 70 anos de prisão. Desta vez, suspeito foi condenado a 34 anos em regime fechado

atualizado 26/07/2019 13:03

DANIEL FERREIRA/METRÓPOLES

Um homem foi condenado pela Justiça do Distrito Federal a 34 anos e 4 meses de reclusão em regime inicial fechado por tentar matar dois policiais civis e portar ilegalmente arma de fogo. Douglas dos Santos Macedo ainda recebeu pena de 8 meses e 5 dias, em regime semiaberto, por desobediência policial.

O crime ocorreu em 11 de junho do ano passado, na QR 402 de Samambaia. De acordo com o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), Douglas, que era investigado por latrocínio cometido dias antes em Taguatinga, atirou contra os agentes da PCDF para evitar ser preso, mas os disparos não atingiram os policiais.

Ainda segundo o MPDFT, o homem era investigado pela Polícia Civil após ser apontado como o autor de um latrocínio em supermercado da Praça do Bicalho, em Taguatinga. Na época, Douglas teria disparado contra um funcionário do estabelecimento.

Esta não é a primeira condenação de Douglas na Justiça. Ele acumula mais de 70 anos de prisão por outros roubos e latrocínios na capital, conforme informado pelo Ministério Público.

(Com informações do MPDFT)

Mais lidas
Últimas notícias