Casal que matou mãe e filho a tiros no centro de Brasília é condenado

O crime foi premeditado e motivado pelo desejo de vingança por disputa de ponto de venda na Rodoviária do Entorno

Hugo Barreto/MetrópolesHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 17/07/2019 17:48

O casal Henrique Monteiro Gonçalves dos Santos e Geovana Gomes dos Santos foi condenado por dois homicídios triplamente qualificados e mais uma tentativa de homicídio. A pena de Henrique é de 72 anos de detenção. A de Geovana, 20 anos. Eles mataram mãe e filho na plataforma de embarque da Rodoviária do Entorno a tiros. A filha da vítima também foi baleada na barriga, mas sobreviveu. O crime ocorreu em 04/07/2018.

Os jurados acolheram a denúncia do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) e entenderam que os crimes foram cometidos por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e emprego de meio do qual resultou perigo em comum.

As vítimas, Maria Célia Rodrigues dos Santos e o filho Welington Rodrigues Santos da Silva, foram atingidas por disparos de arma de fogo e morreram no local.

Ambos trabalhavam na rodoviária como vendedores ambulantes. De acordo com a denúncia, o crime foi premeditado e motivado pelo desejo de vingança por disputa de ponto de venda no terminal.

Uma semana antes, Maria Célia havia registrado na Polícia Militar boletim de ocorrência alegando que havia sido ameaçada por Henrique. Geovana teria fornecido a arma para o marido e o incentivado a praticar o crime.

 

Últimas notícias