Jovem é atingido por raio enquanto jogava futebol no DF

Um bombeiro estava próximo ao local e prestou os primeiros socorros à vítima. Renato Junior da Silva teve uma parada cardiorrespiratória

ReproduçãoReprodução

atualizado 23/01/2020 11:34

Um rapaz de 18 anos foi levado em estado grave para o hospital após ser atingido por um raio na Quadra 206 do Recanto das Emas. A vítima estava jogando futebol no momento em que recebeu a descarga elétrica, na noite dessa quarta-feira (22/01/2020).

De acordo com o Corpo de Bombeiros (CBMDF), um militar da corporação estava próximo ao local e prestou os primeiros socorros à vítima. Renato Junior da Silva teve uma parada cardiorrespiratória.

O bombeiro rapidamente iniciou o protocolo para o restabelecimento dos sinais vitais do jovem até a chegada da equipe de socorro. Devido à rápida atuação do militar, o jovem foi encaminhado vivo para o hospital.

O Suporte Avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestou apoio ao CBMDF. A vítima foi entubada e transportada  para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Recanto das Emas. Renato Silva estava inconsciente e instável.

Outro caso
Em dezembro de 2019, um adolescente de 13 anos também foi atingido por um raio, em Samambaia. A vítima caminhava pela rua, na Quadra 307, quando recebeu a descarga elétrica e sofreu uma parada cardiorrespiratória. O Corpo de Bombeiros fez os primeiros socorros e levou o garoto para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da mesma região administrativa.

Na UPA, após ser reanimado, o jovem foi entubado e transferido para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT). No momento do transporte, realizado pelo Samu, a vítima estava inconsciente, porém com os sinais vitais estáveis, de acordo com os bombeiros.

Ao todo, 13 militares atuaram na ocorrência, e utilizaram três viaturas, duas terrestres e uma unidade aérea.

Os cuidados durante tempestades:
— Durante a chuva, evite ficar perto de tomadas, canos, janelas e portas metálicas;
— Não utilize equipamentos ligados à rede elétrica;
— Se estiver na rua, procure abrigo em carros não conversíveis, ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis;
— Moradias, prédios e abrigos subterrâneos também são bons refúgios;
— Ao ar livre, evite segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca, tripés e tacos de golfe;
— Evite empinar pipas e utilizar aeromodelos com fio;
— Não ande a cavalo;
— Evite ficar no topo de morros, no alto de prédios, em áreas descampadas, em estacionamentos, próximo a cercas de arame ou embaixo de árvores isoladas.

Últimas notícias