Instituto General Villas Bôas lança coleção de livros para discutir projeto de país

Serão publicados 200 títulos de intelectuais conservadores e de centro liberais até o bicentenário da Independência do Brasil, em 2022

atualizado 20/12/2020 21:56

Dida Sampaio/AE

O Instituto General Villas Bôas (IGVB) lança nesta segunda-feira (21/12) a coleção “Os pensadores do Brasil”. Trata-se de uma coletânea de 200 livros selecionados e com edições atualizadas de intelectuais conservadores e centro liberais. O objetivo é discutir um projeto de Brasil, conforme opinião do general que dá nome ao instituto.

Dentre os títulos escolhidos, estão obras do próprio general Villas Bôas. O homem que comandou o Exército entre 2015 e 2019 virou exemplo de superação desde que passou a enfrentar quadro de esclerose lateral amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa.

O IGBV foi criado para “disseminar informações para o acesso às chamadas tecnologias assistivas, que ajudam a manter ativas as pessoas que têm doenças semelhantes”, explicou o general na época da inauguração.

O instituto que homenageia Villas Bôas tem um conselho editorial constituído por professores e profissionais de renome. Eles fizeram a seleção dos títulos que compõem a coleção. “Após intensas reflexões, decorrentes da minha vivência pessoal e profissional, decidi retribuir, por meio do IGVB, todo o conhecimento e acesso que tive a oportunidade de adquirir em todos esses anos”, registra o General Villas Bôas sobre o projeto.

0

O objetivo é publicar os 200 livros da coleção até o bicentenário da Independência do Brasil, em 2022. A coletânea será dividida em 10 coleções temáticas. A primeira será denominada “Coleção General Villas Bôas – Fundamentos Teóricos da Estratégia Brasileira”, que trará títulos indicados pelo próprio general. A segunda será a “Coleção Marechal Rondon – Amazônia, do Inferno Verde ao Século XXI”.

O lançamento da coleção acontece às 16h, no Auditório Ipê Amarelo do Ministério do Meio Ambiente, na Esplanada dos Ministérios, Bloco B. Serão expostas as seguintes obras:

  • Organização Nacional, de Alberto Torres, com prefácio do professor Carlos Ivan Simonsen
  • Geopolítica e Poder, de Golbery do Couto Silva, com prefácio do general Alberto Mendes Cardoso
  • A Missão Rondon e a Expedição Roosevelt, com o prefácio do indigenista Mercio Pereira Gomes
  • A Amazônia e a Cobiça Internacional, de Arthur Cezar Ferreira Reis, com prefácio do general Villas Bôas

 

Últimas notícias