Idosa é encontrada morta no DF com fio do telefone enrolado no pescoço

Segundo a PM, a vítima apresentava sinais de estrangulamento. Vários objetos foram levados da residência da vítima

atualizado 06/12/2021 18:31

Mãos de mulher idosa sobre as pernasCC0 Domínio público

Uma idosa identificada como Geralda Cândida Santos, 79 anos, foi encontrada morta, nesta segunda-feira (6/12),  dentro de casa com sinais de estrangulamento, na QE. 30 do Guará II.

A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) e o Corpo de Bombeiros Militar do DF foram chamados para atender a ocorrência, por volta das 15h, e encontraram a neta da vítima no local.

De acordo com a familiar, a avó estava com o cabo do telefone fixo cortado enrolado no pescoço. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). Segundo a corporação, a casa foi vasculhada e vários objetos, como um notebook, foram levados.

A principal linha de investigação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) para o assassinato é que tenha ocorrido um latrocínio.

Conforme narra o delegado Anderson Espíndola, chefe da 4ª DP, a tese é sustentada inicialmente porque a neta, que esteve no local, sentiu falta de um notebook.

“Ainda não temos o horário certo do crime. Só sabemos que foi entre 8h30 e 13h30, pois é o horário em que as netas que moram lá saíram e voltaram”, explica.

Segundo ele, os vizinhos não ouviram nada e não souberam dar mais informações. “Vamos pegar as câmeras da rua e ver o que aconteceu. Chama atenção que o cadeado da casa estava aberto”, finaliza.

Mais lidas
Últimas notícias