O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), determinou nesta terça-feira (16/04/19) a troca do presidente e de quatro diretores da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap). Os nomes dos substitutos foram enviados ao presidente do Conselho de Administração, João Carlos Aguiar Nascimento.

No cargo de diretor-presidente, sai Daclimar Azevedo de Castro e entra Cândido Teles de Araújo, atual diretor administrativo.

Para a Diretoria de Urbanização, Ibaneis indicou Luciano Carvalho de Oliveira; Francisco das Chagas Lima Ramos vai ocupar a Diretoria de Edificações; Rubens de Oliveira Pimentel Júnior é o escolhido para a Diretoria Financeira; e Elzo Bertoldo Gomes, atual diretor financeiro, será o novo chefe do administrativo.

Segundo o governador, Daclimar possui um forte vínculo com os servidores. “São colegas de trabalho de muitos anos, que ele tem um certo receio, certa timidez, na hora de fazer as reformas. Então, é uma questão dele. Eu acho que o momento de renovação da empresa é importante para todos. Nós temos ali muita coisa que precisa ser feita na Novacap. Precisamos diminuir a estrutura, tornar a empresa mais leve, para prestar melhores serviços”, ponderou.

Ibaneis também determinou a criação da Diretoria Jurídica como resultado da fusão entre a Assessoria Jurídica e a Consultoria Jurídica da companhia. Wanderson Silva de Menezes é o indicado para chefiar a repartição.

Ao Metrópoles, o governador explicou que a mudança tem como finalidade a reestruturação da Novacap a fim de “fazê-la crescer e prestar ainda mais serviços ao Distrito Federal”. “Precisamos empreender muitas mudanças administrativas para tornar a empresa mais moderna e ágil, revisar gratificações e contratos. Prestar mais serviços com preços mais baratos e enxugar a máquina burocrática”, argumentou.

Para Ibaneis, a Novacap precisa passar por uma atualização para continuar de portas abertas. Pelas contas do governador, atualmente a folha de pagamento da empresa consome grande parte do orçamento. “Nós precisamos de pessoas que não estejam tão entranhadas dentro dessa filosofia que vem do passado”, comentou.

Confira a íntegra do ofício de Ibaneis:
Material cedido ao Metrópoles