Ibaneis quer destravar Drenar DF para reduzir estragos das chuvas

Governador disse neste sábado (14/12/2019), em solenidade no Sol Nascente, que irá fatiar projeto a fim de facilitar a licitação em 2020

Rafaela Felicciano/MetrópolesRafaela Felicciano/Metrópoles

atualizado 14/12/2019 13:49

Para minimizar o estrago dos temporais no Distrito Federal, o governo promete resgatar o projeto Drenar DF em 2020. Segundo o governador Ibaneis Rocha (MDB), o programa será repartido em três etapas. “Fatiamos porque era muito grande. Estávamos tendo dificuldades na licitação”, disse Ibaneis, neste sábado (14/12/2020), após solenidade de entrega de 132 unidades habitacionais no Parque do Sol, no Sol Nascente.

A meta é entregar o primeiro lote das obras no fim do próximo ano. Segundo o emedebista, a situação no Plano Piloto é crítica, principalmente na Asa Norte. “A tubulação é muito antiga, muito mal feita”, assinalou.

O governador acredita que as obras das bacias de contenção feitas neste ano nos arredores do Estádio Mané Garrincha ajudaram a minimizar os danos na Asa Norte. Ele também ressaltou que o governo conseguiu colocar em marcha, novamente, o contrato de poda da Novacap.

“Brasília cresceu muito. A região do Noroeste era toda arborizada. Hoje, não é mais. Está tudo em cimento, no concreto, asfalto. As águas caem exatamente na região da Asa Norte. Então, não pensaram na cidade quando foram construir o bairro e agora estamos tentando socorrer essa situação”, ponderou Ibaneis.

O Distrito Federal amanheceu, neste sábado (14/12/2019), impactado pelas fortes chuvas da noite anterior. Houve quedas de árvores, muros e destelhamentos em várias regiões da capital. Além disso, as descargas elétricas que acompanharam a tempestade foram responsáveis pelo corte no fornecimento de energia de 37.626 unidades consumidoras, conforme informou a Companhia Energética de Brasília (CEB).

O Plano Piloto liderou a quantidade de imóveis que ficaram sem luz. Levantamento da CEB mostra que, desde as 20h, 7,7 mil casas tiveram o fornecimento de energia interrompido. Na sequência, estão Sudoeste (6,1 mil); Guará (4,4 mil) e Sobradinho (4 mil).

Veja fotos: 

Um vídeo mostra o momento exato em que um raio atinge a rede elétrica da CEB. Na gravação (veja abaixo), é possível observar a força do vento que acompanhou as precipitações.

De acordo com a CEB, a distribuição já teria sido normalizada em todas as regiões já nas primeiras horas deste sábado (14/12/2019). Há relatos de falta de luz no Sudoeste e no Cruzeiro.

Ainda nesta manhã, equipes da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap) realizavam levantamento dos prejuízos causados pelas fortes chuvas. Em nota, a Novacap afirmou que as administrações regionais do Plano Piloto, em especial as da Asa Norte, do Guará e de Samambaia entraram em contato com o Departamento de Parques e Jardins (DPJ) para notificar ocorrências referentes à queda de árvores. “Um balanço deve ser realizado pelo DPJ até o final do dia”, finalizou.

Veja vídeo do temporal: 

 

Unidades habitacionais

A entrega deste sábado foi a primeira etapa do empreendimento da Codhab no Parque do Sol, com foco nos idosos e deficientes. Moradores da região agradeceram a entrega, mas também pediram ao governo ações para garantir a segurança na região. Inicialmente, solicitaram cercas ou muro no empreendimento. O projeto habitacional faz parte de financiamento federal de R$ 208 milhões, que contempla outras áreas do DF.