metropoles.com

Hospital de Base vai iniciar processo para reforma de cozinha

Contratação para Hospital de Base foi encaminhada para Casa Civil. Chamamento foi publicado no DODF nesta quinta-feira (23/3)

atualizado

Divulgação/Coren-DF

O Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IgesDF) encaminhou para a Casa Civil do Governo do Distrito Federal o chamamento público para contratação, em caráter emergencial, de empresa especializada no ramo de engenharia para a reforma da cozinha do Hospital de Base. O chamamento conta com orçamento de R$ 798.768,15 e foi publicado no Diário Oficial do DF (DODF) desta quinta-feira (23/3).

O diretor-presidente interino do IgesDF, Cléber Sipoli, afirmou que a empresa selecionada deve entregar a obra na segunda quinzena de maio. “Diante da situação da cozinha, é urgente a necessidade de reforma a fim de assegurar a alimentação aos pacientes e às equipes da assistência.”

Segundo as informações do GDF, as empresas interessadas devem se inscrever e apresentar proposta até a próxima segunda-feira (27/3) às 18h. Pela urgência, as fases de avaliação e validação das propostas, bem como assinatura de contrato, devem ocorrer ainda na próxima semana. A partir de então, a obra deve ser realizada de acordo com cronograma previamente definido entre IgesDF e Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), com prazo para finalização e entrega dos serviços em 45 dias.

O plano de execução da obra foi definido de modo a não interditar a cozinha completamente.

“Calamidade saitária”

No último domingo (19/3), o Metrópoles publicou reportagem com denúncias do Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF), que chamou de “calamidade sanitária” a situação da cozinha do Base.

“O ambiente onde é preparada a alimentação de servidores e pacientes está tomado por sujeira, ferrugem, infiltrações, paredes mofadas, lixo jogado, piso danificado, instalações degradadas, comida mal acondicionada e estrutura completamente destruída”, diz o Coren.

Veja imagens da situação encontrada pelo Coren:

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

A vistoria foi feita em 11 de março. O conselho reconheceu que não tem competência para analisar problemas estruturais. Por isso, ao tomar conhecimento da situação, o Coren decidiu denunciar o caso para as autoridades judiciárias e “expor o risco que essa calamidade representa para a população.”

“Eu nunca vi uma situação tão degradante, chega a ser inacreditável. As instalações de um dos principais hospitais da capital do país mais parecem uma rodoviária abandonada. Onde está a vigilância sanitária, que permite uma coisa dessas? Se fosse uma instituição privada, jamais receberia alvará de funcionamento. É um desrespeito e um atentado contra a vida dos servidores e dos pacientes”, considera o presidente do Coren-DF, Elissandro Noronha.

Procurado, o Iges-DF esclareceu que a fiscalização ocorreu no dia 11/3/23. “O Hospital de Base ainda não foi notificado pelo Conselho Regional de Enfermagem. Assim que isso ocorrer, todas as considerações serão apuradas”, disse o instituto por meio de nota.

Reforma no hospital

Em fevereiro, o Governo do DF determinou que uma reforma imediata da estrutura da cozinha do Hospital de Base fosse iniciada. A decisão foi tomada após o Metrópoles revelar que o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) identificou evidências de sabotagem no local, supostamente praticada por funcionários do Iges-DF.

Em 24 de fevereiro,  a empresa Salutar iniciou as reformas dos banheiros da cozinha da unidade.

*Com informações da Agência Brasília






Quais assuntos você deseja receber?