Gestora de cemitérios no DF quer funcionários como prioridade na vacinação contra Covid-19

Ofício teria sido enviado no começo da semana, mas secretarias responsáveis pela avaliação da fila prioritária dizem desconhecer documento

atualizado 29/01/2021 21:22

preparativos vespera campo esperanca brasilia cemiterioIgo Estrela/Metrópoles

A empresa Campo da Esperança Serviços, responsável pela administração dos cemitérios no Distrito Federal, pediu ao Governo do Distrito Federal que seus funcionários sejam incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

Conforme a Campo da Esperança, o objetivo da solicitação é garantir prioridade aos cerca de 200 colaboradores da empresa, que atuam em diversas funções, incluindo os sepultadores.

Segundo a concessionária, o pedido foi feito no início desta semana e encaminhado à Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus). A pasta é a responsável pelo acompanhamento da execução do contrato.

Procurada pela reportagem, contudo, a Sejus disse não ter conhecimento da solicitação. A Secretaria de Saúde, que define as prioridades da vacinação no DF, afirmou que “ainda não tem conhecimento deste documento”.

Segundo a Saúde, “a ativação das novas fases do Plano Distrital de Vacinação está relacionada à disponibilidade de mais doses de vacinas por parte do Ministério da Saúde”.

Conforme nota encaminhada ao Metrópoles pela pasta, no início da pandemia, foi criado um protocolo para o manuseio de cadáveres e prevenção para doenças infectocontagiosas “com ênfase em Covid”.

Últimas notícias