“Estamos chocados”, dizem funcionários de supermercado assaltado com fuzis no DF

Colaboradores do estabelecimento pedem mais segurança para a região e dizem que área passa por onda de furtos

atualizado 07/10/2021 16:08

AssaltoMaterial cedido ao Metrópoles

Após passarem a momentos de terror durante um assalto com bandidos portando armas semelhantes a fuzis, funcionários de um supermercado em Vicente Pires, no Distrito Federal, estão chocados e apreensivos. Diante da brutalidade dos criminosos – truculentos, chegaram a chutar a cabeça de cliente que já estava rendido – as vítimas pedem por mais segurança na região.

O Metrópoles conversou com uma das gerentes do supermercado, cujo nome será preservado por motivo de segurança. “Esse crime deixou a gente apreensiva e chocada. Nunca passamos por algo semelhante”, resumiu. O caso ocorreu na noite de quarta-feira (6/10).

As vítimas não sabem se os fuzis eram de verdade ou simulacros. Mas a imagem gerou medo. “Pareciam ser armas de grosso calibre. E eles mandaram todo mundo baixar a cabeça. E eles estavam com facas também. Todo mundo obedeceu os comandos”, disse.

Veja o vídeo do crime:

De acordo com a gerente, os bandidos agrediram dois clientes. Um foi atacado por causa do celular. Ele entregou o aparelho para um dos criminoso. Mas outro cobrou o item logo depois. A vítima informou que tinha entregue. Mas o agressor não acreditou e passou a bater nele.

“E outro cliente foi agredido no estacionamento. Levou uma porrada na cabeça e agressões pelo corpo”, relatou a gerente. O supermercado aguardo o resultado da perícia para saber a real dimensão do que foi roubado durante a ação dos bandidos.

Nos primeiros minutos de filmagem, é possível ver um carro chegando ao estacionamento, poucos minutos depois do veículo que trazia os bandidos. O cliente, porém, conseguiu fugir, assim que percebeu a movimentação suspeita.

“Foi uma ação criminosa com muita ousadia praticada em veículo roubado, indicando que foi um crime premeditado”, afirmou o delegado-chefe da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), Ataliba Neto, responsável pela investigação.

A PCDF já localizou o carro usado no crime. O veículo havia sido roubado em 5 de outubro. Além das equipes em investigação em campo, a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) também conta com a ajuda da população para elucidar o caso. Denúncias podem ser feitas pelo Disque-Denúncia 197.

Segundo o delegado, apesar da violência, os criminosos não tiveram êxito. “Levaram o salário de uma funcionária e seis aparelhos de celular. Eles esperavam um retorno financeiro maior”, explicou.

Alerta

Durante o roubo, outro gerente do supermercado estava presente. Ele estava no meio da loja e viu a movimentação dos bandidos. O profissional então alertou os clientes que estavam nos fundos para que não fossem até os caixas. Assim, parte das pessoas presentes escapou das agressões e ameaças.

Segundo a gerente, a região tem sido alvo de furtos recorrentemente. O próprio supermercado foi furtado três vezes, em um curto espaço de tempo. Na terça-feira, antes do assalto, uma moto teria sido furtada em um terreno em frente ao estabelecimento. “A polícia está presente. Mas precisamos melhorar a segurança na região”, comentou.

 

Últimas notícias