Esposa de Durval Barbosa vira ré por tentativa de homicídio no DF

O caso ocorreu na tarde de 19/9, no apartamento do casal, na Asa Sul. Mulher teria usado cocaína antes de cometer o crime

atualizado 05/10/2022 18:05

Reprodução

A Justiça do Distrito Federal aceitou a denúncia apresentada pelo Ministério Público e tornou ré, por tentativa de homicídio, Fernanda Gabriela de Jesus Barbosa, 26 anos, presa por esfaquear o delator da Caixa de Pandora, Durval Barbosa Rodrigues, 70. O crime ocorreu na tarde de 19/9, no apartamento do casal, na Asa Sul. Na decisão, a Justiça também determinou a instauração de incidente de insanidade mental da acusada.

Em depoimento informal à Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), a acusada alegou ter usado cocaína antes de atacar o marido com uma faca.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
Publicidade do parceiro Metrópoles 3
0

Após ser esfaqueado, Durval foi atendido no Hospital Regional da Asa Norte (Hran). Ele sofreu um corte superficial no abdômen e recebeu alta horas depois da agressão. A mãe de Fernanda Gabriela disse que a filha seria internada em uma clínica psiquiátrica na terça-feira (20/9). Fernanda Gabriela tomava remédios controlados desde o começo do ano, depois de perder uma gravidez de gêmeos.

Violência doméstica

Os PMs que atuaram na ocorrência foram acionados por volta das 15h para atender a um chamado de violência doméstica. A informação inicial era de que uma mulher teria agredido o marido com um objeto e que a vítima estaria no chão.

Quando chegaram ao endereço, os policiais encontraram Durval deitado, com perfuração no lado direito do abdômen. Em seguida, Fernanda Gabriela teria mostrado uma suposta marca de mordida no braço.

A jovem alegou que o companheiro a havia ameaçado de morte e que o esfaqueou para se defender. Ela apresentou a faca usada no ataque, e o objeto foi recolhido pela perícia. Durval Barbosa estava consciente, mas não conseguia se comunicar com precisão.

Publicidade do parceiro Metrópoles 1
Publicidade do parceiro Metrópoles 2
0

Quem é Durval Barbosa

Ex-delegado da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e ex-secretário de Relações Institucionais do Governo do Distrito Federal (GDF) na gestão José Roberto Arruda (PL), Barbosa foi delator do esquema que resultou na Operação Caixa de Pandora, também conhecido como Mensalão do DEM.

Ele é considerado “pioneiro” nos procedimentos de delação premiada, pois, à época, gravou políticos em situações comprometedoras. O material revelou o maior esquema de corrupção conhecido até então no Distrito Federal. Em um dos vídeos mais emblemáticos, Arruda aparece nas imagens enquanto recebe um pacote de dinheiro das mãos do delator.

Durval havia sofrido acidente vascular cerebral e infarto na noite de 13 de agosto último. Com duas artérias obstruídas, o ex-delegado chegou a ficar internado em um hospital particular de Brasília, mas recebeu alta posteriormente.

Mais lidas
Últimas notícias