Vídeo: pouco antes do crime, “Novo Lázaro” entrou em loja de celular

Wanderson Mota Protácio, 21 anos, passeava com a companheira e a enteada de 2 anos de idade pelo comércio de Corumbá de Goiás

atualizado 02/12/2021 20:55

Câmeras de segurança de uma loja de Corumbá de Goiás (GO) flagraram o responsável pelo assassinato bárbaro de três pessoas momentos antes do crime. Wanderson Mota Protácio, 21 anos, estava acompanhado da então companheira, grávida de 4 meses, e de sua enteada de 2 anos, enquanto procurava comprar uma capinha de celular.

Pelas imagens, é possível ver o trio caminhando pelo estacionamento do comércio, por volta das 9h10 do último domingo (28/11) ─  dia do crime ─, antes de entrar no estabelecimento e ser atendido uma funcionária. No primeiro momento, Wanderson tira o aparelho do bolso e pede para a atendente verificar o modelo de capinha. Após a resposta negativa, eles saem da loja sem comprar nada.

Confira momentos do atendimento

0

Segundo a família e amigos das vítimas, Wanderson tratava bem a companheira e a criança. Mas, mas na chácara onde trabalhava, ele demonstrou ciúmes da mulher dias antes do crime. Além disso, teria falado alto com a criança.

Mortes em série

Ele é apontado como responsável por uma sequência de três mortes bárbaras. Uma delas, sua companheira grávida de 4 meses e sua enteada de 2 anos de idade. Um vizinho de 73 anos também foi assassinado. Após os crimes, Wanderson teria fugido para Abadiânia, em Goiás.

Nesta quinta (2/12), as buscas pelo caseiro de 21 anos foram ampliadas pelas forças policias. A ação estava concentrada em Abadiânia, mas averiguações estão sendo feitas em outros municípios da área, como Alexânia e Gameleira de Goiás.

Uma denúncia de um trabalhador braçal, por exemplo, levou equipes da polícia a fazer buscas pelo suspeito na zona rural de Gameleira de Goiás. Ele teria dado carona de moto para uma pessoa desconhecida parecida com Wanderson em uma estrada que leva ao pequeno povoado de Mocambinho.

Depois que a história circulou e viaturas começaram a circular intensamente pela região, a preocupação foi tamanha que os alunos da escola municipal do povoado foram liberados mais cedo.

Confira o momento do atendimento

Mais lidas
Últimas notícias