metropoles.com

Uma nova missão para bons e velhos eletrônicos que param de funcionar

Estação de Metarreciclagem, coordenada por Vilmar Simion, fica em Valparaíso de Goiás e já recolheu 2,7 mil toneladas de lixo tecnológico

atualizado

Compartilhar notícia

JP Rodrigues/Especial para o Metrópoles
Brasília (DF), 11/07/2018  – Evento: Projeto Programando o Futuro – Reciclagem de lixo eletrônico  Local Quadra 34 Área Especial, lote 2, Estatua B – Valparaíso (GO)   Foto: JP Rodrigues/Metrópol
1 de 1 Brasília (DF), 11/07/2018 – Evento: Projeto Programando o Futuro – Reciclagem de lixo eletrônico Local Quadra 34 Área Especial, lote 2, Estatua B – Valparaíso (GO) Foto: JP Rodrigues/Metrópol - Foto: JP Rodrigues/Especial para o Metrópoles

O que fazer com aparelhos eletrônicos sem funcionar? Essa é a dúvida de muitas pessoas privadas de mais espaço em casa para guardar objetos como videocassetes, micro-ondas, aparelhos de DVD e outros já em desuso. No fim, elas acabam descartando esse material de forma irregular, com o lixo convencional.

Para diminuir essa prática e preservar o meio ambiente, Vilmar Simion e quatro amigos resolveram, há 18 anos, fundar a organização não governamental (ONG) Programando o Futuro. O objetivo, claro, é reservar um destino a esse tipo de produto. O projeto deu certo e essa turma já recolheu cerca de 2,7 mil toneladas de lixo eletrônico.

“A gente começou com uma escola de informática comunitária. Depois, criamos a Estação de Metarreciclagem, que recebeu doação de 22 mil computadores velhos. Apesar de a gente atuar na área há um bom tempo, a maioria da população não sabe nem que é possível reciclar. Em todos esses anos, capacitamos 19 mil alunos com as máquinas recicladas”, conta Vilmar Simion, coordenador-geral da ONG.

A Estação de Metarreciclagem funciona em Valparaíso de Goiás (GO), município goiano a 40km de Brasília. A instituição é a única no Entorno do Distrito Federal que trata resíduos eletrônicos.

Oportunidade
O projeto capacita jovens de comunidades carentes entre 15 e 28 anos com oficinas de formação técnica para recondicionar equipamentos de informática. Os computadores, impressoras e monitores são doados para iniciativas de inclusão digital, bibliotecas, telecentros e laboratórios de escolas públicas e creches.

“Atualmente, temos 800 computadores sendo processados para doação nos próximos dias. Já recebemos certificação da Unesco, ONU e Banco do Brasil, como tecnologia social pelo projeto”, conta.

Computadores, teclados, celulares, caixas de som, videogames e aparelhos de TV são alguns dos objetos que chegam ao galpão e recebem um novo destino. São três fins possíveis: o recondicionamento para fins sociais; reciclagem; e o reúso de equipamentos, por meio da transformação do material.

A primeira alternativa, além de evitar o descarte irregular, promove a inclusão digital. Já o que vira lixo é tratado para voltar à linha de produção.

O lixo eletrônico é um composto de, pelo menos, 17 tipos de resíduos diferentes. Fazemos o desmanche, a triagem dos componentes e a separação de ferro, plástico, cobre, alumínio e placas de circuito impresso. Assim, garantimos que cada um seja processado e, em até 40 dias, volte para o mercado em forma de novos produtos.

Vilmar Simion

0

Hoje, o programa de metarreciclagem conta com um ônibus adaptado para apresentar o projeto em escolas, faculdades, órgãos de governo, empresas privadas e outras instituições. “Tudo o que a gente faz é muito bacana, mas, ainda assim, nós não conseguimos processar nem 10% do lixo eletrônico produzido em Brasília. Estamos tentando fazer esse número crescer, mas há um universo de mais de 80% a ser explorado”, diz Vilmar.

“Queremos captar lixo eletrônico. Mais do que ter interesse financeiro e comercial de receber esse resíduo, acreditamos na importância de a gente levar uma solução robusta e sem custo para as empresas”, acrescenta.

A capacidade de tratamento de lixo eletrônico da Estação de Metarreciclagem é de 500 toneladas por ano. A instituição conta com 35 postos de coleta espalhados no Distrito Federal e no Entorno (veja lista abaixo). Segundo Vilmar, apenas 3% dos resíduos captados não conseguem ter destinação, os outros 97% são reutilizados.

Pontos de coleta
Para quem deseja fazer o descarte de resíduos eletrônicos, é só procurar um dos pontos de coleta mais próximos.

Asa Norte
Ecomercado Bionn – 303 Norte
Prefeitura Comunitária da 214 Norte
Igreja Messiânica – 315/316 Norte

Asa Sul
Centro de Diversidade Cultural Espaço 35 – 112/312 Sul
Receita Federal

SIA
Centro de Capacitação e Comercialização da Agricultura Familiar (CCC) – Ceasa
Agência Nacional de Águas (ANA) – Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), Trecho 4

Taguatinga
Espaço Cultural Mercado Sul – QSB 12

Ceilândia
Espaço Matraca Cultural – QNQ 5

Gama
Administração Regional do Gama

Guará
Feira do Guará
Administração Regional do Guará

Cruzeiro 
Ginásio de Esportes do Cruzeiro

Lago Norte
Administração Regional do Lago Norte

Recanto das Emas
Centro de Convivência do Idoso – Quadra 206

Sudoeste
Administração Regional do Sudoeste

Sobradinho
Biblioteca de Sobradinho – Quadra Central

Águas Claras
Parque Ecológico de Águas Claras

Cidade Ocidental 
Bosque Ecológico Chico Mendes – Superquadra 12

Luziânia
Prefeitura Municipal de Luziânia
Conselho Tutelar de Luziânia – Jardim Ingá, Rua Brasília, Quadra 58

Valparaíso
Estação de Metarreciclagem
Secretaria da Cidadania – Quadra 2, Lote 1, Etapa A
Administração – Céu Azul
Talento Viagens – Quadra 14 (Parque Rio Branco)
Nixon Imobiliária – Quadra 16

Novo Gama
Prefeitura do Novo Gama

Planaltina de Goiás
Prefeitura de Planaltina de Goiás

Formosa
Instituto Itiquira – Rua Visconde de Porto Seguro, 843

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?

Notificações