Secretário de Planaltina de Goiás é acusado de corrupção e estupro

José Benevides foi preso nesta terça. Segundo a polícia, ele cobrava propina de empresas do DF para o descarte ilegal de lixo no município

PCGO/DivulgaçãoPCGO/Divulgação

atualizado 09/07/2019 16:47

A Polícia Civil de Goiás (PCGO) prendeu, nesta terça-feira (09/07/2019), o secretário municipal de Transporte e Serviços Urbanos de Planaltina (GO), no Entorno do Distrito Federal. José Álvaro Benevides, conhecido como “Cunhadinho”, é acusado de receber propina de empresas de coleta de lixo do DF para permitir que as companhias descartassem os dejetos na cidade goiana.

O gestor também é investigado pelo crime de estupro de vulnerável. No entanto, a corporação não informou mais detalhes sobre a denúncia porque o inquérito corre sob sigilo. Ele é acusado ainda de integrar um esquema de pagamento de propina para funerárias que atuavam sem licitação em um cemitério do município.

Na manhã desta terça (09/07/2019), os agentes da PCGO cumpriram mandados de busca e apreensão na residência de Cunhadinho e na sede da secretaria. Nos locais, os policiais encontraram comprovantes de depósito e uma lista com informações sobre os pagamentos das empresas de coleta.

Além dos documentos, foram apreendidos caminhões de lixo das empresas investigadas. Segundo os investigadores, Benevides deverá ser indiciado pelos crimes de poluição qualificada, corrupção passiva, associação criminosa e fraude processual. Ele foi encaminhado à Cadeia Pública da cidade, onde aguardará o julgamento.

Últimas notícias