Polícia de Goiás prende acusados de compartilhar pornografia infantil

Operação Meu Zeloso Guardador ainda cumpriu 51 mandados de busca e apreensão em 16 cidades de Goiás, incluindo Planaltina, no Entorno do DF

PCGO/DivulgaçãoPCGO/Divulgação

atualizado 09/10/2018 17:47

Vinte e quatro pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil de Goiás acusadas de envolvimento em um esquema de divulgação de imagens de pornografia infantil em 16 cidades do estado, incluindo Planaltina de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Além das prisões, a corporação cumpriu 51 mandados de busca e apreensão realizados na manhã desta terça-feira (9/10).

Batizada de Meu Zeloso Guardador, a operação da Delegacia Estadual de Repressão Crimes Cibernéticos levou quatro meses para analisar mais de 100 mil arquivos de conteúdo ilícito compartilhado e demandou 280 agentes. Entre os presos, estão servidores públicos, um estudante e um aposentado.

Confira as cidades onde os mandados de busca e apreensão foram cumpridos:

  • Planaltina de Goiás;
  • Goiânia;
  • Aparecida de Goiânia
  • Anápolis;
  • Bela Vista;
  • Senador Canedo;
  • Trindade;
  • Pirenópolis;
  • Inhumas;
  • Caturaí;
  • Itumbiara;
  • Rio Verde;
  • Jataí;
  • Cidade de Goiás;
  • Mozarlândia;
  • Aruanã.

 

Últimas notícias