Coronavírus: Goiás registra 1ª morte. Vítima é do Entorno do DF

Mulher de 66 anos morava em Luziânia e era portadora de uma série de comorbidades, como hipertensão e diabetes, e já teve dengue

atualizado 26/03/2020 11:28

O estado de Goiás registrou a primeira morte por coronavírus. Trata-se de uma paciente de 66 anos, que estava internada no Hospital de Doenças Tropicais (HDT) em Goiânia e foi transferida para Luziânia (GO), no Entorno do Distrito Federal. A mulher morreu na manhã desta quinta-feira (26/03).

A vítima, que morava no município goiano que fica a menos de 80 km do DF, era portadora de uma série de comorbidades, como hipertensão, doença pulmonar, diabetes, e teve dengue recentemente.

A Secretaria de Saúde de Luziânia informou que, desde a confirmação da paciente como positiva para a Covid-19, “providenciou todas as medidas de segurança sanitária, com testagem e bloqueio epidemiológico de parentes e demais pessoas que eventual e inadvertidamente tiveram contato com a paciente”.

“Os demais quatro pacientes testados positivos estão isolados e apresentam quadro de saúde estável”, ressaltou a pasta, por meio de nota.

Até o começo da manhã desta quinta-feira (26/03), o número de casos confirmados de coronavírus em Goiás era de 35, segundo boletim da Secretaria Estadual de Saúde. A informação sobre a morte foi confirmada pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) pelas redes sociais. “Dia triste. Goiás registrou a primeira morte por coronavírus”, disse o chefe do Executivo local.

 

As cidades de Goiás com casos registrados são: Goiânia (15), Rio Verde (6), Anápolis (3), Aparecida de Goiânia (2), Valparaíso de Goiás (2), Jataí (1), Catalão (1) e Silvânia (1). Três casos confirmados por um laboratório particular ainda aguardam a atualização do local de residência das pessoas.

Além de Luziânia, Valparaíso de Goiás também registrou dois pacientes infectados nesta semana.  De acordo com a Secretaria de Saúde do município, são duas mulheres – uma de 36 e a outra de 38 anos. Há confirmação de contaminação comunitária, quando não se sabe quem é o transmissor.

Uma delas afirmou ter contraído a doença durante viagem internacional realizada recentemente. A suspeita da pasta é de que a outra infectada tenha tido contato com a Covid-19 no Distrito Federal.

O estado de Goiás decretou estado de emergência no dia 13 de março por conta do coronavírus e baixou medidas de restrição. Suspendeu, por 15 dias, todos os eventos públicos e privados, que envolvam aglomerações, bem como visitação em presídios e centros de detenção para menores e de pacientes que tenham sido diagnosticados com o vírus.

O governador Ronaldo Caiado autorizou ainda que pacientes que estejam sob suspeita de contaminação ou que estejam comprovadamente infectados sejam submetidos a exames e vacinação compulsórios.

No fim de semana, Caiado disse para que as pessoas do Entorno só se desloquem para o DF em caso de “extrema necessidade“.

 

Últimas notícias