Casa de grávida é apedrejada após boatos de contágio por Covid-19

Caso ocorreu em Águas Lindas de Goiás após uma enfermeira espalhar áudio dizendo que a mulher poderia estar com a doença

atualizado 25/03/2020 12:22

A casa de uma mulher grávida em Águas Lindas de Goiás, no Entorno do DF, foi apedrejada após um boato se espalhar pela cidade. Segundo o irmão da vítima, o áudio de uma enfermeira falando que a mulher estava com suspeita de coronavírus circulou pelas redes sociais e causou revolta de algumas pessoas na região.

Conforme foi registrado no boletim de ocorrência, a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) foi até a residência da grávida de quatro meses, após receber a denúncia. A equipe conversou com a moradora e ela disse que vizinhos teriam sido responsáveis pelo ato.

A corporação fez buscas na região, mas não identificou os autores. O número funcional da PMGO ficou à disposição da mulher, para caso outro ataque ocorra.

O Entorno do Distrito Federal registrou, nessa terça-feira (24/03), os primeiros dois casos confirmados de coronavírus. Os pacientes infectados são de Valparaíso (GO).

Já são 29 casos da doença no estado vizinho ao DF. A capital, Goiânia, lidera a lista com maior número de casos: são 15 infectados. Na sequência, estão Rio Verde, com cinco enfermos, e Anápolis, com três registros.

Goiás tem 1.336 casos suspeitos em investigação e 220 já foram descartados. Não há registro de óbitos no estado.

Últimas notícias