*
 

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) lançou, na manhã desta segunda-feira (19/2), o programa Ilumina Mais Brasília. Na primeira etapa, serão instaladas 8.342 luminárias em 11 regiões administrativas.

Com início previsto para março de 2018, o programa vai custar R$ 29 milhões na primeira fase, que consiste na troca das lâmpadas de multivapor de sódio metálica por LEDs. Os recursos virão da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), taxa paga por todas as unidades consumidoras de energia elétrica.

O governo tem uma Parceria Público-Privada (PPP) para renovar todo o parque de iluminação pública do DF, ao custo de R$ 2 bilhões. Ainda aguarda os estudos feitos pelo setor privado – o prazo vai até o junho — e estima licitar o contrato neste ano.

O programa Ilumina Brasília será executado em etapas e vai atender, inicialmente, locais com grande circulação de pessoas e vias com tráfego intenso que são demandas antigas da população. As primeiras regiões a receberem as melhorias são: Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Brazlândia, Recanto das Emas, Paranoá, Planaltina, São Sebastião, Núcleo Bandeirante, Sobradinho e Plano Piloto.

As avenidas Elmo Serejo e Hélio Prates, em Taguatinga, além de Eixão Sul e Norte e Buraco do Tatu, serão contempladas. Para o diretor-presidente da CEB, Lener Silva Jayme, o programa Ilumina Mais Brasília vai trazer muitos benefícios para a população. “Iremos trabalhar nesse projeto para que as obras estejam concluídas no menor espaço de tempo possível haja vista a importância que isso traz para o DF”, destacou.

A 1ª etapa do Ilumina Brasília em números:

39,96% de redução no consumo de energia com a implantação do programa
8.342 luminárias implantadas
110km de extensão de vias
11 regiões administrativas receberão a nova iluminação
Cerca de 2 milhões de pessoas beneficiadas em todo o DF
R$ 29.309.313,17 é o valor total do investimento

 

 

COMENTE

rollembergIlumina Brasília
comunicar erro à redação

Leia mais: Distrito