Empresário de Águas Claras que fazia festas regadas a drogas é alvo da PCDF

A Polícia Civil do DF cumpriu, na manhã desta sexta-feira (26/06),  mandado de busca e apreensão no apartamento do suspeito

atualizado 26/06/2020 17:59

Polícia Civil do DF/Divulgação

A Polícia Civil do DF cumpriu, na manhã desta sexta-feira (26/06), mandado de busca e apreensão em um apartamento de Águas Claras, onde mora um empresário apontado como o maior traficante de drogas sintéticas da região administrativa.

De acordo com a Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), o homem tem amplo acesso aos maiores eventos do Distrito Federal, disponibilizava convites a pessoas do seu círculo de amizades e aproveitava-se dessa circunstância para vender loló, MDMA e ecstasy nas festas.

0

Após o isolamento social determinado pelo poder público para mitigar a proliferação da pandemia do novo coronavírus, o investigado passou a promover festas privadas em chácara localizada na região do Lago Oeste, Sobradinho, frequentadas por pessoas de alto poder aquisitivo, nas quais fornecia drogas sintéticas.

Durante o cumprimento da ordem judicial, foi apreendida grande quantidade dos seguintes entorpecentes: MDMA, ecstasy, lança-perfume e loló, bem como R$ 14 mil em dinheiro proveniente do tráfico de drogas.

Últimas notícias