*
 

Garantir a matrícula dos filhos na escola e no horário desejados exige muito mais do que uma ligação no Distrito Federal. A maratona dos pais de alunos da rede pública de ensino inclui dormir por três dias na porta do colégio, como é o caso de moradores de Sobradinho.

Desde a noite de sexta-feira (6/1), centenas deles acampam na vizinhança do Centro de Ensino Médio 1 porque nesta segunda (9) começa o prazo para efetivação das matrículas. Munidos de barracas, cadeiras e cobertores, pais disputam um lugar na fila com o mesmo objetivo:  conseguir uma vaga para o 1º ano do ensino médio no turno matutino da escola.

Segundo os familiares entrevistados pelo Metrópoles, existem 270 vagas disponíveis na unidade de ensino para esta série específica. Os alunos foram inscritos no Telematrícula e a opção do turno deve ser feita na confirmação. Para os estudantes que vão fazer o 2º e o 3º anos não foi oferecida oportunidade de troca de turno.

A consultora de imóveis Cleonice Alves da Silva, 37 anos, tem uma filha de 15 anos que foi remanejada para o CEM 1, e tenta colocá-la para estudar durante a manhã. “A minha menina faz várias atividades à tarde”, justifica.

Vídeo mostra acampamento dos pais na porta da escola:

 

Na noite de sábado (7), cerca de 400 pessoas estavam reunidas no local. Para evitar tumulto, as famílias organizaram uma lista e um cordão de isolamento na área.

Em nota, a Secretaria de Educação informou que a indicação do turno em que o aluno estudará é uma organização interna da escola, de acordo com seu Projeto Político Pedagógico. A pasta ressaltou que a não efetivação da matrícula no prazo estabelecido implica na perda automática da vaga ofertada.

O órgão esclareceu que os pais e responsáveis que perderam o período de inscrição deverão aguardar as vagas remanescentes, que serão divulgadas no dia 24 de janeiro nas secretarias das unidades escolares.

Cícero Lopes/Metrópoles

Famílias jantaram na porta do Ginásio

 

Não perca o prazo
A efetivação das matrícula vai de 9 a 18 de janeiro e deve ser feita na secretaria da unidade onde o estudante foi contemplado com vaga. A documentação exigida é diferente para cada nível de ensino.

Na educação infantil, é preciso apresentar tipagem sanguínea; original e cópia da certidão de nascimento; duas fotos 3×4; comprovante de residência; e cópia do cartão de vacina. Além disso, deve-se levar o RG e o CPF dos pais.

No caso dos ensinos fundamental e médio e da educação de jovens e adultos (EJA), são necessários também o título de eleitor para os maiores de idade e a declaração provisória de matrícula ou declaração de histórico escolar. O horário para fazer a efetivação é determinado pro cada colégio.

Quem não conseguiu fazer a inscrição ou não efetivar a matrícula precisa procurar as instituições de ensino em 24 de janeiro, quando serão divulgadas as vagas remanescentes. A única data para fazer as novas matrículas será 25 de janeiro.

Acesse o resultado do telematrícula no site da Secretaria de Educação.

 

 

COMENTE

Secretaria de educaçãoefetivação de matrícula
comunicar erro à redação

Leia mais: Educação