DF terá 19 novas unidades básicas de saúde em 2021. Veja se sua cidade será contemplada

Com investimentos de R$ 15 milhões, cinco dessas UBSs serão entregues ainda no primeiro semestre de 2021. Outras 14 vão ser licitadas

atualizado 30/12/2020 17:18

Acácio Pinheiro/Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF) planeja a criação de 19 unidades básicas de saúde (UBSs), que serão iniciadas ou entregues ainda em 2021.

Cinco delas serão concluídas no primeiro semestre de 2021, com investimento aproximado de R$ 15 milhões. Essas UBSs vão abastecer a população de Ceilândia, Planaltina, Sobradinho II e Paranoá.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), existe a previsão de recursos originários de convênios para construção  de  unidades de saúde.

0

Além das citadas, outras 14 UBSs serão licitadas no segundo semestre. Dessa lista, já têm endereço definido as seguintes unidades:

  • Gama (Ponte Alta);
  • Estrutural (Quadra 08 AE 1 EPU Setor Oeste);
  • Águas Claras (Rua 25 Sul, Lote 28);
  • Brazlândia (Programa de Colonização Alexandre Gusmão, Gleba nº 02, Reserva “A” e Programa de Colonização Alexandre Gusmão, Núcleo nº 08, Quadra 16, Lote 03 – Incra 08);
  • Santa Maria (Comércio Local 109 – Lote D);
  • Recanto das Emas (Setor Habitacional Água Quente, situado entre Córrego Capoeira Grande e DF-280);
  • Riacho Fundo II (SHRF II, QN-8D, Lote AI-01).

As UBSs são de extrema importância para a população, porque é dentro delas que se resolvem questões como exames, consultas, acompanhamentos médicos, troca de curativos, atendimento bucal e aplicação de vacinas. As unidades também ajudam a desafogar o atendimento nos hospitais.

As novas UBSs, que serão construídas pela Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), vão se juntar às 170 em funcionamento no Distrito Federal. São mudanças que vão elevar o nível de atendimento nessas unidades, que são é a porta de entrada capaz de solucionar 80% dos problemas de saúde.

Em 2020, o GDF construiu cinco unidades – Sobradinho II (Vila Buritizinho), Paranoá Parque (Quadra 2), Ceilândia (QNR 2), São Sebastião (Jardins Mangueiral) e Planaltina (Vale do Amanhecer). Juntas, elas são capazes de atender aproximadamente 80 mil pessoas.

“A UBS tem papel importante naquilo que os profissionais chamam de hierarquização da saúde”, explica o presidente da Novacap, Fernando Leite.

“Elas cumprem o papel do antigo posto de saúde, mas com um projeto moderno e muito interessante. A Novacap é a empresa responsável pela licitação e fiscalização dessas obras que levarão, à população do Distrito Federal, maior acesso à saúde pública”, conclui. (Com informações da Agência Brasília)

Últimas notícias