DF tem 17 hospitais com 100% das UTIs para Covid-19 ocupadas

Números atualizados no início da noite desta quinta-feira (4/3) mostram taxa totais de ocupação acima dos 90%

atualizado 04/03/2021 21:33

Paciente em maca e profissionais de saúdeHugo Barreto/Metrópoles

Três hospitais públicos do Distrito Federal terminam esta quinta-feira (4/3) com 100% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19 ocupados: Hospital de Base e os regionais de Ceilândia e da Asa Norte. Outros cinco contratados pelo Governo do Distrito Federal e mais nove particulares também já estão lotados.

No total da rede pública, a taxa de ocupação fica em 95,04%. Número pouco menor daquele registrado durante a manhã, de 97,5%. Os dados são do painel da Secretaria de Saúde. No momento, há 231 leitos ocupados e 14 vagos.

Já a rede privada está com taxa de ocupação de 93,94%. São 219 UTIs utilizadas e 14 disponíveis.

A lista de espera por um leito continua alta na rede pública. São 32 pacientes com suspeita ou confirmação de infecção pelo novo coronavírus precisando de uma vaga e outros 18 aguardando transferência.

Veja os dados: 

 

0
Hospitais de campanha

Na quarta-feira (3/3), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), disse que vai criar mais dois hospitais de campanha para atender pacientes com Covid-19. De acordo com o titular do Palácio do Buriti, cada unidade terá 100 leitos.

“Nós já conseguimos para esta semana mais 100 leitos de UTI. Até a próxima semana, serão mais 221 leitos de UTI. Estamos contratando mais dois hospitais de campanha, com 100 leitos cada um deles. Isso vai nos dar um determinado conforto”, afirmou o chefe do Executivo local.

Segundo a Secretaria de Saúde do DF, os hospitais de campanha ficarão localizados no Gama e em Santa Maria, “ou outra localidade que ainda está em estudo pelo GDF”. Ainda não há previsão para a inauguração das unidades.

Últimas notícias