*
 

A 6ª Delegacia de Polícia Civil (Paranoá) investiga a morte de 10 gatos no Condomínio Ville de Montagne, próximo à QI 27 do Lago Sul. O fato ocorreu essa semana e a suspeita é de envenenamento.

Os corpos dos bichinhos foram encontrados pela filha da jornalista Cátia Abreu, dona dos animais. Um dos casos ocorreu no último domingo (25/2). Já na manhã desta quinta-feira (1º/3), a jovem encontrou outros nove gatos mortos no jardim em frente à casa.

“Minha filha me disse que, ao ver a cena, ficou desesperada. Está havendo uma série de crimes desse tipo nos últimos meses dentro do condomínio. Não vou deixar isso passar impune. Meus gatos eram castrados e vacinados, nem mesmo saíam de dentro de casa. Quem fez isso também é capaz de fazer com pessoas”, desabafa Cátia Abreu.

Confira imagens:

 

Cátia conta que, ao conversar com outros moradores, ficou sabendo que casos assim são recorrentes na região. Nos últimos meses, cachorros, galinhas e até macacos também teriam sido mortos.

A presidente da Federação de Proteção Animal do DF, Carolina Mourão, investiga o caso.  Na manhã desta sexta (2), ela esteve no local e disse que busca imagens do circuito interno de segurança do condomínio para identificar o (s) autor (es) do crime.

“Infelizmente, casos de envenenamento de animais não são raros no DF. Existe uma crise em torno disso em diversos locais. Além de gatos, cachorros e também animais silvestres apareceram mortos nesse mesmo local”, disse Carolina Mourão. Além da Federação e a PCDF, Cátia Abreu acionou o Greenpeace e a Associação Protetora dos Animais do DF (ProAnima).