Detran abre licitação de R$ 12,6 mi para revitalizar semáforos: “Obsoletos”

De acordo com o Departamento de Trânsito, atualmente há, no total, 463 equipamentos operando de forma precária parque semafórico do DF

atualizado 18/10/2021 14:39

semáforoFelipe Menezes/Metrópoles

O Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) abriu licitação, no valor de R$ 12,6 milhões, para a compra de equipamentos e peças a fim de revitalizar os semáforos da cidade. De acordo com o órgão, o parque semafórico opera atualmente de forma precária e necessita de “ações urgentes”.

“O Distrito Federal possui um parque obsoleto (defasado tecnologicamente), mal cuidado e cheio de problemas estruturais”, explica o órgão em texto que acompanha o lançamento do pregão eletrônico.

Atualmente, o sistema do DF conta com 463 semáforos, com média 25 anos. Desses, mais da metade está distribuída por Brasília (275), e o restante, por 16 regiões administrativas (188).

De acordo com a justificativa do pregão, apenas parte dos semáforos conta com aparelho que oferece fonte de alimentação em caso de queda de energia. Além disso, os controladores desses equipamentos não têm dispositivos para identificar problemas remotamente ou surtos elétricos.

Na semana passada, por exemplo, sinais de trânsito localizados na área central de Brasília, entre o Tribunal de Justiça do DF e dos Territórios (TJDFT) e o Memorial JK, ficaram sem funcionar por mais de 48h.

Os semáforos começaram a ser instalados no DF na década de 1980, quando foram registrados os primeiros congestionamentos e aumento do tráfego de veículos. Durante os anos 1990, a cidade contava com um sistema inovador e inteligente, capaz de operar quase na totalidade de forma remota em uma única central.

Porém, o investimento não foi mantido nas décadas seguintes, e os equipamentos se tornaram ultrapassados, com falta de manutenção adequada.

(*) Thalita Vasconcelos é estagiária do Programa Mentor e está sob supervisão da editora Maria Eugênia

Mais lidas
Últimas notícias