metropoles.com

Seis bebês são internados e um recém-nascido morre após surto gripal em abrigo no DF

As crianças com sintomas moderados e graves e que necessitaram de internação foram encaminhadas para o Hospital Regional de Taguatinga

atualizado

Rafaela Felicciano/Metrópoles
HRT

Seis bebês foram internados com sintomas de síndrome gripal e um recém-nascido, de 17 dias, morreu após surto gripal no abrigo Padre Cícero, em Taguatinga. O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e a Vara da Infância e Juventude acompanham o caso.

Procurada pelo Metrópoles, a diretora do abrigo, Maria Meire Nascimento, informou que o recém-nascido estava na instituição há apenas oito dias e, assim que apresentou os primeiros sintomas, foi hospitalizado.

“Nosso abrigo atende crianças entre 0 e 2 anos, e todas são acompanhadas regularmente pela Secretaria de Saúde. Infelizmente, são menores com a saúde fragilizada, pois vêm de risco. Mas, assim que percebemos o surto, buscamos atendimento médico para todas e separamos as que não apresentavam sintomas”, detalha a diretora.

Segundo a responsável pelo lar Padre Cícero, o óbito do bebê foi uma fatalidade em decorrência de um surto gripal identificado em toda a capital federal. “São mais de 40 anos de existência do abrigo, e é a primeira vez que ocorre uma situação como essa.”

“Estamos todos bastante abalados, pois nossas crianças são acompanhadas por médicos periodicamente e têm o cartão de vacina atualizado. As que permanecem internadas no HRT estão bem e estáveis, esperando a saturação melhorar para receberem alta”, detalha.

O Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde (SES-DF) também tomou conhecimento do surto e informou que as crianças com sintomas moderados e graves que necessitaram de internação foram encaminhadas para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Na quarta-feira (29/3), profissionais da Unidade Básica de Saúde 1 (UBS) de Taguatinga fizeram uma visita ao abrigo para acompanhar a situação das crianças e realizar orientações preventivas.

“A SES ressalta que todas as crianças do abrigo que apresentam sintomas respiratórios já estavam sendo acompanhadas pela equipe da UBS e, na visita, foram novamente avaliadas pelo médico responsável”, informou a pasta por meio de nota.

Segundo a SES, está programada para esta sexta-feira (31/3) uma ação de vacinação contra a gripe (influenza) para todas as crianças que estão em condições clínicas de serem vacinadas, assim como cuidadores e funcionários do abrigo.

A Promotoria de Defesa da Infância e Juventude realizou uma reunião com a Vara da Infância, com o abrigo Padre Cícero e com representantes da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) e da SES-DF para tratar sobre ações de prevenção.
Foi decidido que novas crianças não serão encaminhadas para acolhimento institucional do abrigo enquanto durar a situação epidemiológica atual.






Quais assuntos você deseja receber?