Mãe biológica é principal suspeita de levar criança adotada no DF

Mulher teria dado a garota para adoção e, nesta terça, segundo a irmã da vítima, levado a menina à força com ajuda de dois homens

Divulgação/PCDFDivulgação/PCDF

atualizado 29/10/2019 19:40

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) investiga a subtração de incapaz de uma menina de 8 anos, na tarde desta terça-feira (29/10/2019), próximo a uma escola no Gama Leste. Conforme relatou a denunciante aos agentes da 14ª Delegacia de Polícia (Gama), os autores do crime seriam a mãe biológica da criança e outros dois homens.

Desde o registro do boletim de ocorrência, praticamente todo o efetivo policial da 14ª DP está mobilizado nas buscas.

Segundo a irmã da menina, uma recepcionista de 30 anos, ela foi dada pela mulher que a pariu, logo após o parto. Todo o processo de adoção ocorreu dentro da legalidade, e a Justiça concedeu a guarda definitiva à nova família. Nos oito anos de vida da filha, a mãe biológica nunca teria entrado em contato para ter notícias da criança.

Irmã imobilizada

Na tarde desta terça, por volta de 13h20, enquanto a pequena seguia para a escola com a irmã, vestida com uma roupa de balé, um carro branco parou ao lado das duas. Conforme o relato da mulher às autoridades, do veículo desceram um homem e a genitora, enquanto o motorista permaneceu ao volante.

O rapaz teria usado da força física para imobilizar a mulher, segurando os braços dela para trás, e a mãe pegou a filha e a obrigou a entrar no automóvel.

“Ela me abraçou com toda a força para não ser levada, gritou por socorro e relutou muito em entrar no carro, mas eles acabaram conseguindo levá-la. Fizemos o boletim de ocorrência e estamos acompanhando as buscas com a polícia”, disse a recepcionista.

Últimas notícias