CPI da Covid no Senado quer convocar alvos da Operação Falso Negativo

Investigação levou para a cadeia a cúpula da Secretaria de Saúde do DF, suspeita de causar prejuízo de R$ 18 milhões na compra de testes

atualizado 28/04/2021 13:22

Superfaturamento de testes: MP deflagra nova fase da Falso NegativoRafaela Felicciano/Metrópoles

Senadores querem ouvir alvos da Operação Falso Negativo, deflagrada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e pela Polícia Civil do Distrito Federal para apurar irregularidades na compra de testes rápidos para Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na capital federal.

A operação levou para a cadeia a cúpula da Secretaria de Saúde do Distrito Federal. Deflagrada em julho do ano passado, os investigadores apuram prejuízos de até R$ 18 milhões aos cofres públicos.

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE), apresentou um requerimento para convocar Osnei Okumoto, atual secretário de Saúde do Distrito Federal para ser ouvido na CPI.

Veja os envolvidos na Operação Falso Negativo que a CPI da Covid quer convocar:

  • Francisco de Araújo Filho, ex-secretário de Saúde
  • Fábio Gonçalves Campos, ex-secretário parlamentar na Câmara dos Deputados
  • Erika Mesquita Teixeira, ex-gerente de Aquisições Especiais da Secretaria de Saúde
  • Iohan Struck, ex-subsecretário de Saúde
  • Ramon Santana Lopes de Azevedo, ex-assessor especial da Secretaria de Saúde
  • Renata Mesquita D’Aguiar, ex-auditora de finanças e controle da Secretaria de Saúde

Os requerimentos precisam ser pautados pelo presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), e aprovados pela maioria dos integrantes da CPI. Os senadores querem saber como o governo do DF negociou os testes e quais foram os critérios para a contratação.

Desde a primeira fase da Operação Falso Negativo, outras três etapas foram realizadas. A mais recente ocorreu em março deste ano, e cumpriu mandados de busca e apreensão no DF e em cidades da Bahia.

O MPDFT acusa oito ex-gestores da Secretaria de Saúde de orquestrarem fraudes em quatro contratos para compra de testes da Covid-19. Atualmente, nenhum dos investigados na Falso Negativo está preso. Em setembro de 2020, a Justiça aceitou denúncia contra 15 investigados na operação.

Ao menos 63 pessoas ligadas direta ou indiretamente à gestão da saúde durante a pandemia de Covid-19, podem ser ouvidos pela CPI da Covid, que investigará irregularidades.

A CPI recebeu requerimentos que convocam, por exemplo, os ex-ministros da Saúde Luiz Henrique Mandetta, Nelson Teich e general Eduardo Pazuello, como também do atual chefe da pasta, o médico cardiologista Marcelo Queiroga.

Clique aqui e veja a lista completa.

Últimas notícias