Covid-19: GDF inicia 2ª fase de vacinação e amplia prazo para grupo prioritário

Com chegada de 37,4 mil novas doses, haverá continuação da aplicação da 1ª nos grupos prioritários e início da 2ª para quem já se imunizou

atualizado 07/02/2021 21:33

Lídia, primeira vacinada no DFGustavo Moreno/Especial Metrópoles

A chegada do novo lote da Coronavac, com 37,4 mil doses destinadas ao DF, vai possibilitar que mais pessoas do grupo prioritário recebam o imunizante. Antes de os compostos chegarem neste domingo (7/2), o GDF previa, para esta segunda-feira (8/2), apenas aplicar a segunda dose para aqueles que tinham se vacinado em 19 janeiro.

Porém, com o recebimento da nova remessa, o Comitê de Vacinação do DF, em reunião extraordinária realizada neste domingo, decidiu ampliar o prazo para os grupos prioritários contemplados atualmente, além do início da aplicação da segunda dose da Coronavac para quem recebeu a primeira entre 14 e 28 dias atrás.

O DF esperava receber 60 mil novas doses do imunizante. No entanto, diz o governo, as 37,4 mil recém-chegadas serão suficientes para manter a aplicação da primeira etapa e da segunda fase concomitantemente.

Nesta segunda-feira (7/2), haverá nova reunião do comitê para debater o assunto. A previsão é de liberar o imunizante para novas faixas etárias.

Até lá, quem tem idade abaixo dos 80 anos e não se enquadra em algum dos outros grupos prioritários definidos pelo GDF terá que esperar um pouco mais antes de receber a vacina.

A vacinação começou em 19 de janeiro com os profissionais da Saúde. Em 1° de fevereiro, passou a incluir idosos acima de 80 anos. Como ainda não deu o prazo de 14 dias para essa faixa etária, eles só poderão receber a segunda dose a partir do dia 15 de fevereiro.

Prioridade

Atualmente, estão no grupo prioritário idosos com 80 anos ou mais; todos os profissionais da ativa na rede pública de saúde; profissionais dos hospitais privados; idosos a partir de 60 anos que vivem em Instituições de Longa Permanência e pessoas com deficiência que vivem em unidades de acolhimento e os cuidadores que atuam nessas instituições.

Também são contempladas pessoas que vivem em terras indígenas, pacientes internados em home care, pacientes internados no Núcleo Regional de Atendimento Domiciliar, trabalhadores dos serviços de Atenção Pré-Hospitalar (APH), resgatistas do Corpo de Bombeiros e de instituições privadas que prestam APH.

97.793 vacinados

Do primeiro dia da vacinação contra a Covid-19 até a última sexta-feira (5/2), a Saúde imunizou 97.793 pessoas dentro dos grupos prioritários. A unidade da Federação ocupa o primeiro lugar no ranking da campanha em relação aos demais estados do Brasil, com 3,2% da população vacinada

A imunização começou no dia 19 de janeiro. Até o momento, foram recebidas 162.560 doses da Coronavac e 41,5 mil da Covishield, desenvolvida pela universidade inglesa de Oxford, com a farmacêutica sueco-britânica AstraZeneca.

Cerca de 5% das doses dos imunizantes fazem parte da reserva técnica para suprir possíveis perdas que possam acontecer ao longo da campanha. Dessa forma, há estoque para uma eventual reposição.

Últimas notícias