Com alerta de temporal no DF, chuva está 48% acima do previsto ao mês

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo de perigo potencial de chuvas intensas nesta semana

atualizado 29/11/2021 9:29

Homem carrega guarda-chuvaHugo Barreto/Metrópoles

O brasiliense deve preparar o guarda-chuva para esta semana. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta amarelo de perigo potencial de chuvas intensas na capital federal. A previsão é de que as precipitações cheguem ao volume de 50mm por dia, com rajadas de vento de 60km/h.

De acordo com a meteorologista Maiane Araújo, o tempo deve se manter instável e seguir a tendência da madrugada desta segunda-feira (29/11), com temporal a qualquer momento. “É uma semana com tempo instável. A tendência é de muita chuva, mesmo. Nesta madrugada, registramos temporais em diversas regiões do DF. Pode acontecer de novo ”, explica Maiane.

Segundo o Inmet, somente na madrugada desta segunda-feira (29/11), o DF registrou uma chuva com volume de 33mm. Além disso, as precipitações superaram o previsto para novembro. “Já choveu 334,8mm. A média deste mês é 226,9mm; então, quer dizer que choveu 48% mais do que o esperado (para novembro)”, pontua.

A previsão é de que a temperatura varie de 17°C a 27°C nesta segunda. A umidade relativa oscila entre 95% e 60%.

0
Temporal na madrugada

A ocorrência de chuvas, ventos fortes, quedas de árvores e descargas elétricas que atingiram o Distrito Federal durante esta madrugada afetaram o fornecimento de energia elétrica em diversas cidades.

Na manhã desta segunda-feira (29/11), moradores de pelo menos quatro regiões relataram problemas. De acordo com a vizinhança, localidades como Lago Sul, Lago Norte, Jardim Botânico e Guará estão sem luz.

Instruções:
  • Em caso de rajadas de vento: (não se abrigue debaixo de árvores, pois há leve risco de queda e descargas elétricas e não estacione veículos próximos a torres de transmissão e placas de propaganda)
  • Evite usar aparelhos eletrônicos ligados à tomada
  • Obtenha mais informações com a Defesa Civil (telefone 199) e o Corpo de Bombeiros (telefone 193)

Mais lidas
Últimas notícias