Ciclistas fazem percurso de conscientização: “Trânsito também é nosso”

Ação faz parte da campanha de conscientização de trânsito do DER. Trajeto possui cerca de 7 km e teve início no Taguaparque

atualizado 22/05/2022 11:05

Homem de capacete, sentado em bike, veste colete amareloFoto: Felipe Torres/Metrópoles

Diversos ciclistas reuniram-se, na manhã deste domingo (22/5), no Taguaparque, a fim de realizar um passeio sobre duas rodas como parte da campanha de conscientização do trânsito do Maio Amarelo. O Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER) bloqueou um trecho de cerca de 7,5 km de duas das três faixas às margens do Pistão Norte, na Estrada Parque Contorno (DF-001), entre 9h e 11h, para a ação.

O aposentado, Roberto Marques dos Santos, 60 anos, aderiu ao transporte sobre duas rodas quando ainda trabalhava no transporte de cargas de valor, em 2019. “Como eu saia 5h da QNL para ir pra Asa Norte, eu tinha muito medo, principalmente, de passar pela Estrutural, por conta de assalto, e também do trânsito”, conta.

0

Animado com o percurso, o aposentado gastava cerca de duas horas por dia para percorrer cada etapa do trajeto de 25 km entre sua casa, em Taguatinga, e a Asa Norte, onde trabalhava.

“Nosso governo deveria fazer mais ciclovias porque bicicleta é saúde. Está resolvendo dois problemas praticamente, o da mobilidade e o da saúde. Os motoristas hoje, muitos, estão conscientes, mas tem quem ainda não respeita. Então você tem que fazer a sua parte e a do motorista”, completa.

Para o secretário de Mobilidade, Valter Casimiro, um dos responsáveis por liderar o pelotão durante o trajeto, esse tipo de passeio serve para ajudar na conscientização no trânsito.

“No trânsito, precisa ter respeito do maior pro menor. A gente sabe que, hoje em o dia, tem muita intolerância [no trânsito]. E o passeio ciclístico serve para mostrar pras pessoas que o trânsito também é do ciclista”, aponta.

Para o diretor geral do DER, Fauzi Nacfur, a integração entre os agentes de trânsito é um dos objetivos da campanha de Maio Amarelo.

“Quando você faz um passeio ciclístico você está unindo não só os ciclistas, mas todos nós. Tem que haver esse respeito mútuo para que as coisas funcionem e a gente atinja esse objetivo de reduzir mortes”, disse.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

Mais lidas
Últimas notícias