*
 

O Dia de Finados demanda atenção de vários órgãos do Distrito Federal. Nesta sexta-feira (2/11), mais de 600 mil pessoas devem visitar os seis cemitérios da cidade — Asa Sul, Taguatinga, Gama, Sobradinho, Planaltina e Brazlândia –, de acordo com estimativa da Secretaria de Justiça do DF (Sejus). Por isso, haverá esquema especial no trânsito e alteração nos serviços à população.

Na véspera, o Campo da Esperança, na Asa Sul, recebeu intensa movimentação de visitantes. Com a chuva que caiu durante a quinta (1º), porém, as pessoas começaram a se dispersar. Em preparação para o dia seguinte, os funcionários do cemitério ainda cortavam a grama e limpavam algumas lápides. A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) para este feriado é de tempo nublado, com possibilidade de pancadas de chuva no DF.

Nesta sexta (2), os portões dos cemitérios abrirão uma hora mais cedo do que o normal, às 7h, e a entrada será permitida até as 18h. Servidores da Sejus vão prestar orientações, colher reclamações e sugestões dos visitantes. O atendimento ao público no local será das 7h30 às 19h.

Alguns túmulos estão recebendo atenção especial. Isso porque muitas pessoas vão aos locais para prestar homenagem a figuras conhecidas. A dona de casa Maria das Graças Sousa, 70 anos, compareceu à sepultura do ex-governador Joaquim Roriz no horário de almoço desta quinta (1º).

Ela conta que pretende repetir a visita em todos os anos restantes de sua vida. “Tenho muita gratidão por Roriz. Cheguei na cidade em 1960 sem moradia, e ele me deu uma casa”. Enquanto Maria das Graças estava presente, o letreiro Nirvaldo de Souza, 45, cravava o nome do ex-governador na lápide.

Alterações
Durante o feriado, estará vetada a presença de vendedores ambulantes nos cemitérios. Quem precisar de água para limpeza das sepulturas poderá solicitar diretamente na administração. Velórios e sepultamentos ocorrerão normalmente. Ao todo, serão 15 terminais e 26 atendentes extras, além os 170 funcionários da empresa que permanecerão o dia todo em serviço.

Outros 38 vigilantes trabalharão na segurança interna dos cemitérios, além dos 50 regulares. A Secretaria da Segurança Pública e Paz Social, a Sejus, a Agência de Fiscalização do DF, as Polícias Militar e Civil, o Detran e o Corpo de Bombeiros darão apoio na supervisão.

A PM intensificará a vigilância em todas as unidades, e também fará o policiamento de trânsito no Campo da Esperança de Brasília e no Cemitério de Planaltina. Neste último e em Brazlândia, o acesso de veículos será proibido por falta de espaço para circulação.

Nas demais regiões, a entrada de carros será restrita aos que tiverem autorização de vaga especial ou de pessoa com deficiência emitida pelo Detran- DF. Pedestres devem utilizar os portões principais. Em Taguatinga, no Gama, na Asa Sul e em Sobradinho, haverá serviço de transporte coletivo gratuito.

Trânsito no Plano Piloto
Na Asa Sul, o trânsito será alterado por conta da Operação Finados da Polícia Militar, que se estende até domingo (4). A partir das 7h, o estacionamento do Templo da Legião da Boa Vontade (LBV) será liberado apenas para idosos, gestantes e pessoas com deficiência. Os veículos deverão estar com a credencial sobre o painel, com a frente virada para cima.

Para os pedestres, dois portões estarão abertos: o principal, ao lado do Templo da LBV, e o do Estacionamento 6 do Parque da Cidade. Os dois acessos pelo Setor Policial Sul não estarão disponíveis.

Na Estrada Parque Policial Militar (EPPM), os retornos na altura do setor hospitalar estarão fechados. Para acessar o cemitério, o motorista terá que retornar no viaduto da W3 Sul e entrar na via que passa por dentro do Setor Hospitalar Sul, em frente ao Hospital Santa Lúcia, para só então acessar a W5 Sul. O balão em frente ao Cemitério estará parcialmente bloqueado.

A W5 Sul  estará com trânsito em sentido único do balão da entrada do Cemitério até o acesso à EPPM — que estará fechado. Entre o balão de entrada e o próximo ao Edifício Talento na 714 Sul, a via funcionará nos dois sentidos. A recomendação da Polícia Militar para aqueles que visitarem o cemitério até domingo (4) é utilizar o estacionamento número 6 do Parque da Cidade.

O maior cemitério, o do Plano Piloto, deve receber entre 200 mil e 250 mil pessoas, de acordo com a Sejus, seguido por Taguatinga, cujo público estimado é de 200 mil. Dentre 80 a 100 mil visitantes devem passar por Planaltina e os outros três cemitérios do DF deverão receber cerca de 40 mil.