metropoles.com

Cabeleireira e marido teriam brigado antes de desaparecimento da família

Filho de Elizamar, Ivonilson Silva contou que, antes de sumir, a mãe foi buscar o marido, Thiago, na casa dos sogros, onde o casal brigou

atualizado

Compartilhar notícia

Material cedido ao Metrópoles
Carro encontrado carbonizado em Luziânia-GO - Metrópoles
1 de 1 Carro encontrado carbonizado em Luziânia-GO - Metrópoles - Foto: Material cedido ao Metrópoles

Elizamar da Silva, 39 anos, e o marido dela, Thiago Gabriel Belchior, 30, teriam discutido no mesmo dia em que a cabeleireira e os três filhos do casal desapareceram, na última quinta-feira (12/1). Ao todo, oito pessoas da mesma família estão sumidos. Seis corpos foram achados carbonizados.

Filho mais velho de Elizamar, Ivonilson da Silva Campos, 24, contou que, antes de sumir, a mãe buscou o marido na casa dos sogros, no Paranoá. Na ocasião, Thiago Gabriel teve um desentendimento com a companheira.

Após a discussão, Thiago Gabriel continuou na casa dos pais, e a cabeleireira foi embora com os filhos. Pouco depois, Elizamar sumiu. Na sexta-feira (13/1), a polícia encontrou um carro carbonizado, semelhante ao da cabeleireira, e com quatro corpos dentro.

Na noite de domingo (15/1), familiares da cabeleireira registraram mais uma ocorrência, com informações sobre o desaparecimento de Thiago Gabriel; dos pais dele, Marcos Antônio e Renata Belchior; e da irmã, Gabriela Belchior.

Horas depois, na madrugada de segunda-feira (16/1), na BR-251, a polícia encontrou outro veículo carbonizado, com duas pessoas dentro. O automóvel encontra-se no nome do pai de Thiago Gabriel, Marco Antônio.

“As diligências prosseguem no sentido de elucidar a dinâmica dos fatos e autoria dos crimes”, destacou o adjunto da 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá), Achilles de Oliveira, antes da prisão de dois suspeitos.

 

Saída para vaquejada

Em depoimento à Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), Núbia Cristina Belchior, irmã de Renata, disse que o último contato dos familiares antes de sumirem, na última sexta-feira (13/1), foi por mensagem em um grupo no WhatsApp.

Núbia contou que a irmã, o cunhado Marcos Antônio e a sobrinha Gabriela Belchior haviam ido a uma vaquejada na noite do desaparecimento. A testemunha não soube informar o endereço do evento.

Ao comunicar o desaparecimento do sobrinho e da irmã, Núbia contou que, em áudio enviado por volta das 21h30, Renata disse estar na vaquejada com a família e que voltaria no dia seguinte, sábado (14/1).

Pouco depois, no entanto, os familiares teriam parado de atender o telefone. À PCDF, Núbia disse que se desesperou e decidiu procurar a polícia, para registrar um boletim de ocorrência.

No momento em que passava os detalhes aos agentes, recebeu a informação do sumiço dos filhos do sobrinho e da esposa dele.

Compartilhar notícia

Quais assuntos você deseja receber?

sino

Parece que seu browser não está permitindo notificações. Siga os passos a baixo para habilitá-las:

1.

sino

Mais opções no Google Chrome

2.

sino

Configurações

3.

Configurações do site

4.

sino

Notificações

5.

sino

Os sites podem pedir para enviar notificações

metropoles.comDistrito Federal

Você quer ficar por dentro das notícias do Distrito Federal e receber notificações em tempo real?