BRB contrata empresa para obra de ampliação no Hospital de Samambaia

A unidade ficará acoplada ao Hospital Regional de Samambaia (HRSam) e terá capacidade para 100 leitos

atualizado 08/04/2021 12:03

Brito/Agência Brasília

O Banco de Brasília (BRB) anunciou a obra de ampliação do Hospital Regional de Samambaia (HRSam). Será o primeiro hospital modular acoplado em Samambaia e terá capacidade para 100 leitos com suporte respiratório. A unidade será permanente.

A empresa responsável por construir a unidade será a Brasil ao Cubo Construção Modular. O extrato do contrato aparece publicado nesta quinta-feira (8/4) no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). O contrato é de R$ 14,5 milhões (R$ 14.499,761,40).

0

De acordo com o secretário de Saúde, Osnei Okumoto, o HRSam “tem espaço importante para a gente fazer um aumento”. “Ele foi todo mobilizado agora para ser Covid. Tem vários leitos de UTI Covid e precisa de leitos de retaguarda, de enfermaria, para poder fazer esse giro de leitos”, disse.

“Então, vai ser fundamental neste momento e, por se tratar de um hospital relativamente pequeno, mais 100 leitos para o futuro, como legado, vai ser muito importante. A população daquela região será muito assistida”, completou Okumoto.

Hospitais de campanha

Em março, a Secretaria de Saúde confirmou a localização dos três novos hospitais de campanha, que garantirão mais leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19.

Além da região central da capital da República, o Centro Olímpico e Paralímpico do Gama e a Escola Parque Anísio Teixeira, em Ceilândia, vão ceder parte das estruturas para receber pacientes com a doença que se encontram em situação grave.

De acordo com o Governo do Distrito Federal (GDF), cada unidade temporária a ser inaugurada terá capacidade de 100 leitos de UTI, num total de 300 vagas – todas com suporte ventilatório pulmonar.

Últimas notícias