Bombeiros: DF tem 11 casos suspeitos de caxumba em centro de formação

Alunos criticam falta de higienização do local. Secretaria de Saúde confirma investigação

Google Street View/ReproduçãoGoogle Street View/Reprodução

atualizado 21/03/2019 20:44

A Secretaria de Saúde do DF investiga denúncia de que pelo menos 11 alunos do Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Cefap) do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) teriam contraído caxumba dentro do local, utilizado para formação de militares.

De acordo com a pasta, a Vigilância Epidemiológica foi notificada dos 11 casos e uma equipe de saúde seria enviada ao Cefap (foto em destaque) – localizado no Setor Policial, no fim da Asa Sul –, ainda nesta quinta-feira (21/3). Em nota, a secretaria informou ainda que os casos estão sendo avaliados.

Ao Metrópoles, alunos criticaram a falta higienização dos equipamentos, fator que pode ter contribuído para que a doença se alastrasse dentro do centro.

“Todos os alunos dividem as mesmas roupas de combate a incêndio e somos obrigados a lavar as vestimentas. Ainda usamos roupas sujas e molhadas. Muita gente tem ficado doente”, denunciou um deles.

Os números são preocupantes. A Saúde confirmou que, em todo DF, já foram registrados 200 casos de caxumba só do início deste ano até março.

Procurado pela reportagem, o Corpo de Bombeiros não havia se posicionado sobre as denúncias até a última atualização deste texto.

Últimas notícias