Bando que deu golpe de R$ 500 mil em idosos pelo zap é alvo da PCDF

Policiais civis prenderam dois suspeitos de integrar um grupo criminoso acusado de fazer centenas de vítimas no DF

atualizado 26/03/2021 19:55

Mãos de idosas em detalhesRafaela Felicciano/Metrópoles

A Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), deflagrou, nesta sexta-feira (26/3), a Operação Sexagenário contra quadrilha que aplicava golpes por meio do WhatsApp em idosos. O prejuízo das centenas de vítimas com os golpes pode ultrapassar R$ 500 mil.

De acordo com as investigações, o grupo criminoso, especializado na prática de crimes de estelionato, agia usando foto e nome no aplicativo e, a partir daí, entrava em contato com conhecidos, familiares e amigos, contando histórias tristes e dando desculpas para justificar a mudança de número. A partir daí, pediam depósitos bancários de dinheiro, geralmente para contas de terceiros.

Após uma vítima de 65 anos registrar ocorrência na PCDF, a DRCC prendeu dois suspeitos por estelionato contra idoso e organização criminosa. Um dos acusados tem 21 anos, o outro, 19.

Saiba mais sobre a operação: 

A PCDF vai dar continuidade às investigações para identificar os demais integrantes do grupo criminoso. Os suspeitos foram conduzidos até a delegacia especializada para a tomada das providências cabíveis.

Eles responderão por estelionato contra idoso, cuja pena é de reclusão de 2 a 10 anos, e por integrar organização criminosa, com pena de 3 a 8 anos de reclusão. A dupla detida nesta sexta está na carceragem da PCDF à disposição da Justiça.

Últimas notícias