Avô de menino morto ao ser atropelado por caminhão: “Queremos justiça”

Acidente ocorreu no último sábado (1º/5). Segundo a família, o condutor fugiu sem prestar socorro. PCDF investiga o caso

atualizado 06/05/2021 7:47

criançaReprodução

A família de Heitor Luca, 3 anos, ainda não se conforma com a morte do garoto, atropelado enquanto brincava em um campo de futebol de Samambaia, no último sábado (1º/5). O motorista do caminhão fugiu, se apresentou na delegacia e foi liberado.

Segundo o avô da criança, Francisco Reginaldo Nascimento, 51, Heitor estava jogando futebol na QR 323 de Samambaia quando o veículo apareceu e acertou a criança de frente.

Logo após o atropelamento, o condutor de 23 anos teria fugido. “Quem apareceu foi o tio dele, dono de uma mecânica que tem ali perto. Pelo o que a gente ficou sabendo, o tio pediu para que fosse feita uma manobra que não deu certo. Quando foi fazer a volta na quadra, o cara entrou na quadra e pegou meu neto”, lamenta.

0

Segundo a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), o condutor do caminhão, acompanhado de um advogado, foi apresentado a autoridade policial da 26ª DP com a finalidade de ser ouvido em termo de declaração.

Saber que o autor da morte do neto está solto é algo que faz doer ainda mais entre os parentes de Heitor. “A família toda está em choque. O menino já tinha nascido com um pequeno problema nas pernas, sempre batalhou pela vida. Agora que estava melhor acontece isso”, se entristece.

“Sabemos que nada vai trazê-lo de volta, mas, o mínimo que queremos é Justiça”, afirma Francisco Reginaldo.

 

Últimas notícias