Arquidiocese de Brasília suspende procissão de Corpus Christi na Esplanada

O recém eleito administrador da instituição fez vídeo em que recomenda cuidados nas celebrações do evento religioso dentro das paróquias

atualizado 10/06/2020 8:49

Apesar de os templos religiosos do Distrito Federal estarem liberados para receber fiéis, a Arquidiocese de Brasília decidiu não fazer a tradicional celebração do Corpus Christi na Esplanada dos Ministérios. Para evitar o contágio do novo coronavírus, o evento seguido de procissão foi suspenso para esta quinta-feira (11/06).

Um vídeo foi feito para explicar a situação, solicitando que os párocos celebrem missas com o horário de domingo. Quem aparece nas imagens é dom José Aparecido, recém-eleito administrador do órgão, após a saída do arcebispo Sergio da Costa, que foi assumir a Arquidiocese de Salvador.

“Desejamos que as pessoas que estão nos grupos de risco não se sintam privadas da Eucaristia. Que permaneçam em casa e adorem o Senhor mesmo de longe”, diz Aparecido.

Veja o vídeo:

Na Catedral de Brasília, as missão serão realizadas às 10h30 e 18h, mas é preciso marcar antes para garantir um lugar, já que a entrada é controlada para obedecer o distanciamento social. É preciso entrar no site da Catedral (clique aqui) ou do Eventbrite (aqui), e ainda pelo telefone (61) 3224-4073.

O dia de Corpus Christi é comemorado pela Igreja Católica para celebrar o mistério da Eucaristia, que é o sacramento do Corpo e do Sangue de Jesus Cristo.

0

Administrador

Dom José Aparecido Gonçalves de Almeida foi eleito na segunda-feira (08/06) para administrar a Arquidiocese de Brasília, depois da saída de dom Sergio da Rocha. Ele ficará no cargo até que um novo arcebispo seja escolhido para a capital do país.

Nascido em Ourinhos (São Paulo), em 21 de julho de 1960, dom José Aparecido é bispo referencial para os Vicariatos Sul e Leste. Ele também acompanha os seminários e a formação permanente do clero e a Comissão de Bioética, além de outros movimentos eclesiais.

Últimas notícias