Após saidão, DF registra maior taxa de foragidos dos últimos seis anos

Segundo os dados, 49 detentos não retornaram ao sistema prisional na última terça-feira, data estabelecida pela Vara de Execuções Penais

atualizado 25/11/2021 14:26

Homens vestidos de branco andam em filaGustavo Moreno/Especial Metrópoles

Cerca de 43 detentos que cumprem prisão em regime semiaberto estão foragidos após o “saidão” do último dia 19 no Distrito Federal. O número chegou a ser de 49 – maior taxa dos últimos seis anos -, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seape), mas acabou diminuindo quando seis presos retornaram nesta quinta-feira (25/11).

Ao todo, 1.979 custodiados foram beneficiados pela sétima saída temporária de 2021, no período de 19 a 23 de novembro. Desse total, 2,4% não retornaram ao sistema prisional na data estabelecida pela Vara de Execuções Penais. Com a atualização de hoje, o número caiu para 2,17%.

Detentos voltam do saidão com drogas e, agora, responderão por tráfico

Veja imagens do último saidão de Natal:

0

Ainda de acordo com a Seape, mais detentos estão retornando ou foram capturados. Assim, os números devem sofrer atualizações nas próximas horas.

“A saída temporária é prevista pela Portaria nº 06/2021 da Vara de Execuções Penais (VEP-DF) e contempla presos que cumprem pena no regime semiaberto e que têm autorização de trabalho externo ou saídas temporárias. Aquele que não retornar no dia e no horário previstos será considerado foragido e poderá perder o direito ao regime semiaberto. A VEP estabeleceu, por meio da portaria, oito saídas temporárias este ano, totalizando 35 dias”, informou a Seape.

Qualquer pessoa pode fornecer informações anonimamente sobre os detentos via Whatsapp da Polícia Penal (61 99451-9650), Polícia Civil (61 98626-1197) ou pelos telefones 190 (Polícia Militar) e197 (PCDF).

 

Mais lidas
Últimas notícias