Após perícia da FAB, carcaça de helicóptero do CBMDF é levada para batalhão

Aeronave foi periciada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da FAB, nesta quinta-feira (30/7)

Rodrigo Pertoti/ Material Cedido ao Metrópoles

atualizado 30/07/2020 19:06

Após passar por perícia do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) da Força Aérea Brasileira (FAB), o helicóptero de resgate do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) envolvido em acidente aéreo nesta quinta-feira (30/7) foi encaminhado ao pátio do 25º Grupamento de Bombeiro Militar, em Águas Claras (fotos abaixo e em destaque).

A perícia trabalha para elucidar as causas do acidente. Cinco pessoas estavam na aeronave no momento da queda. Em nota oficial, o CBMDF informou que a aeronave Resgate 02, matrícula PR-MJX, deslocou-se às 10h16 para atendimento de vítima de parada cardiorrespiratória (PCR) em Vicente Pires, próximo à Faculdade Mauá, com apoio terrestre da viatura ASE 155, de Águas Claras.

A corporação não soube informar, porém, o estado de saúde da vítima, que chegou a ser atendida por uma ambulância.

O acidente ocorreu por volta das 10h35, quando a aeronave já estava em processo de pouso, próxima ao solo. “A tripulação a bordo encontra-se fora de perigo, porém todos os integrantes foram transportados para o hospital para realização de exames”, disse a corporação.

“O CBMDF mantém o local isolado e já fez o acionamento do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos [Cenipa, da Aeronáutica] para que possa ser realizada a perícia para identificação das possíveis causas do acidente”, informou.

No fim da tarde desta quinta-feira, a carcaça da aeronave foi deixada no batalhão do Corpo de Bombeiros em Águas Claras.

Veja: 

 

0

Veja imagens do acidente: 

0

Últimas notícias