Após dois dias, guindaste tira carro preso em cima de muro no DF

Acidente ocorreu na noite de sábado (09/11/2019) e motorista apresentava sinais de embriaguez. Ninguém se feriu

ReproduçãoReprodução

atualizado 11/11/2019 19:59

Foi preciso chamar um guindaste para remover o carro que ficou preso em cima do muro de uma residência da Rua 4, Chácara 25 de Vicente Pires. O caso ocorreu na noite desse sábado (09/11/2019), mas a remoção do veículo só foi possível apenas dois dias depois do acidente, nesta segunda-feira (11/11/2019).

De acordo com a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), a motorista estava embriagada, perdeu o controle do carro e o veículo invadiu duas casas. Só parou quando ficou preso em cima do muro. Ninguém se feriu.

Segundo a ocorrência registrada na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga), a condutora estava com sinais de embriaguez. Apresentava andar cambaleante, odor etílico e fala desconexa. A motorista estava acompanhada de um homem. Ela fez o exame do etilômetro, o qual resultou em 0,67 miligramas de álcool por litro de ar alveolar.

O passageiro do veículo também estava sob forte efeito de bebida. O teste do bafômetro apontou índice de 0,81 miligramas de álcool. Abordado pela polícia, ele disse que não sabe informar quem estava dirigindo na hora do acidente. A mulher foi presa e autuada por embriaguez ao volante.

A motorista precisou pagar fiança no valor de R$ 5 mil para ser liberada. O passageiro assinou um termo de comparecimento à Justiça e pode voltar para casa. A mulher está na carceragem da Polícia Civil.

Câmeras de segurança da região registraram o momento em que o carro invade as casas.

Confira:

Taguatinga

​​Situação semelhante a dos moradores de Vicente Pires foi vivida pela dona de casa Elizete Martins Sampaio Reis, 57 anos, moradora da QNM 38, de Taguatinga Norte. Ela disse que escapou ilesa “por um milagre”.

O condutor entrou com o veículo no imóvel, por volta das 23h do último dia 07/11/2019, após discutir com uma mulher com quem teria um relacionamento e que se mudou para a quadra há cerca de um mês. Durante a briga, o homem de 61 anos alegava que teria sido traído e iria se matar se ela não ficasse com ele.

Confira os estragos feitos na casa de Elizete:

 

Segundo testemunhas, o homem estava bêbado e foi preso logo em seguida – a ocorrência apura dano ao patrimônio e embriaguez ao volante. O portão da residência de Elizete foi derrubado, assim como a parede da sala, que ficou destruída. O carro do marido dela foi atingido e, segundo os familiares da dona de casa, “deu perda total”. O prejuízo estimado por eles é de quase R$ 180 mil.

Os vizinhos disseram que o barulho do carro entrando na casa de Elizete parecia de uma “bomba”. “Como se fosse uma explosão. Não fui atingida por milagre”, disse a dona de casa ao Metrópoles. Ela ressaltou que, desde o acidente, não dorme. Isso porque passou a madrugada na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Centro), onde o caso é investigado.

Ela conta que só não foi atingida porque, assim que o carro invadiu a casa, ela deu um pulo do sofá. Em seguida, o motorista deu marcha à ré e derrubou a parede inteira da sala. Só Elizete estava na residência. Nesta sexta-feira (08/11/2019), o veículo ainda estava atravessado na sala, à espera da perícia da Polícia Civil. “Fiquei sem palavras na hora”, resumiu a dona de casa.

O nome do suspeito não foi divulgado. As imagens do circuito de câmeras da quadra mostram o momento em que ele dá marcha à ré no carro, atinge o portão em frente à casa de Elizete e entra com tudo na residência da dona de casa. Depois, repete o movimento e volta a atingir o imóvel.

A Assessoria de Comunicação da Polícia Civil confirmou que o caso foi registrado e que o homem seguia preso até a manhã dessa sexta-feira (08/11/2019). Na delegacia, os familiares disseram que “ele tem dinheiro e vai arcar com todo o prejuízo”.

Últimas notícias