Agente da PCDF ferido em queda helicóptero no Pantanal não tem previsão de alta

Segundo a Força Nacional, corporação a qual o piloto estava a serviço no dia, Renato de Oliveira Souza se recupera de cirurgia na coluna

atualizado 16/10/2020 13:47

Reprodução

O comandante Renato de Oliveira Souza, membro da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) piloto de um helicóptero da Força Nacional que caiu durante o combate aos incêndios no Pantanal em 8 de outubro, ainda não tem previsão de alta. Ele foi submetido a uma cirurgia na coluna, em um procedimento realizado no dia seguinte ao acidente.

Em áudio, enviado a conhecidos um dia após a intervenção cirúrgica, o comandante afirmou que tudo tinha corrido bem. Souza afirma que teve de ser operado por causa do esmagamento de uma vértebra na coluna cervical, mas que já conseguia movimentar as pernas e os pés “com certa facilidade”.

0

De acordo com informações do portal O Livre, parceiro do Metrópoles, o comandante brasiliense foi regatado com Luiz Fernando Berberick, da Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ), e o 2° sargento da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMERJ) Emerson Miranda Martins.

Todos foram levados por outro helicóptero, dessa vez da Marinha do Brasil, e encaminhados até Cuiabá, para atendimento médico. O transporte foi em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) aérea do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Mato Grosso.

Últimas notícias