Aos 63 anos, professora de escola da Asa Sul morre vítima da Covid-19: “Prazer em ensinar”

Geralda Aparecida trabalhava na Escola Classe 314. Sindicato dos Professores do Distrito Federal lamentou a perda

atualizado 02/09/2021 17:34

Divulgação/Sinpro-DF

Morreu, nessa quarta-feira (1°/9), a professora Geralda Aparecida Moreira Machado (foto em destaque), 63 anos, vítima de complicações provocadas pela Covid-19. A profissional pertencia ao quadro de educadoras da Escola Classe 314, na Asa Sul.

“O falecimento da professora não deixa somente a escola, os familiares e amigos(as) tristes, mas todos(as) que aprenderam com ela o valor da educação. Alegre, dedicada e uma grande entusiasta da educação como mola propulsora de mudanças e de oportunidades, Geralda tinha prazer em ensinar e lutava, diariamente, por uma educação pública de qualidade”, lamentou o Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF).

“Fica a lembrança, a saudade e o exemplo de uma mulher que não se curvou para os problemas e para as dificuldades, mas mostrou, até o último dia, que a educação pode mudar o mundo. O sindicato presta toda a solidariedade aos familiares e amigos neste momento de dor”, conclui a nota de pesar.

Mais lidas
Últimas notícias