Aneel aprova redução média de 6,79% para tarifas de luz no DF

O maior abatimento percentual na conta de energia elétrica atingirá o consumidor comum

Michael Melo/MetrópolesMichael Melo/Metrópoles

atualizado 16/10/2019 13:24

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou, nesta terça-feira (15/10/2019), redução nas tarifas da distribuidora de energia Companhia Energética de Brasília (CEB). As novas taxas entram em vigor a partir de 22 de outubro de 2019. A redução média para o consumidor será de 6,79%.

A companhia atende 1,1 milhão de unidades consumidoras. No caso das empresas, aquelas que operam em baixa tensão devem pagar 6,91% a menos na tarifa. Para as indústrias, a queda fica em 6,52%.

“A desoneração das tarifas de energia é um desafio que vem sendo encarado de frente pela atual diretoria da ANEEL. Foi com muita negociação que fechamos um acordo com os bancos para antecipar a quitação da conta ACR, proporcionando reduções reais de tarifas para os consumidores de Brasília e de outras regiões do país”, disse o diretor da ANEEL Rodrigo Limp, relator do reajuste.

A Conta Ambiente de Contratação Regulada (Conta-ACR) é administrada pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), e é destinada a cobrir despesas das distribuidoras de energia nos casos de acionamento de termelétricas, as quais produzem eletricidade mais cara e poluente.

Por meio de nota, a CEB reforçou que a conta de luz vai reduzir, mas que a medida não impacta na arrecadação da empresa. Isso se deve, conforme a companhia, ao fato de 75% da conta de energia ser repassada a outros agentes do setor elétrico e à incidência de tributos. (Com informações da Aneel)

Últimas notícias