Alarme dispara no edifício-sede dos Correios e prédio é esvaziado

Bombeiros foram acionados para o local na manhã desta terça (15/2). Informações apontam que pedreiros realizavam testes em um dos andares

atualizado 15/02/2022 11:53

Rafaela Felicciano/Metrópoles

O edifício-sede dos Correios, no Setor Bancário Norte, precisou ser evacuado após disparar o alarme de incêndio.

Segundo informações preliminares obtidas pelo Metrópoles, pedreiros realizavam testes no barramento do prédio, o que ocasionou o acionamento do alarme de incêndio.

Publicidade do parceiro Metrópoles
0

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF), não houve incêndio, apenas o acionamento do alarme.

Uma servidora dos Correios, de 44 anos, estava no primeiro andar quando os brigadistas pediram para evacuar o prédio. “No primeiro momento, pediram para todo mundo descer. Depois, falaram que era para todo mundo ficar onde estava. Em seguida, ouvimos o barulho do alarme de incêndio bem forte e todos desceram. Nosso andar chegou a ficar sem energia, foi um apagão. Susto imenso, mas amanhã disseram que é trabalho normal”, explica.

Tatiane Morais também estava no prédio na hora do susto. A funcionária da limpeza ouviu o alarme de incêndio e diz que não soube o que fazer. “Estava no 10º andar quando tocou o alarme. Pediram para a gente descer imediatamente e foi um susto muito grande. Pior ainda quando acabou a luz. Graças a Deus, está tudo bem, e espero que o problema seja resolvido”, pontua.

Em nota, os Correios informaram que, “em função de obras que estão sendo executadas no edifício-sede, por volta das 9h desta terça-feira (15), houve uma intercorrência na parte interna da alvenaria, que impactou parcialmente no fornecimento de energia. Não houve qualquer dano estrutural, humano ou mesmo perda de dados em função da existência de fontes alternativas no prédio.”

Além disso, o órgão destacou que, “para a segurança dos empregados e realização do trabalho de vistoria pelos órgãos competentes que foram imediatamente acionados, a empresa solicitou a evacuação preventiva da instalação, e o trabalho, na data de hoje, será executado de forma remota. O retorno das atividades está prevista assim que a energia for restabelecida.”

Mais lidas
Últimas notícias