*
 

O agente penitenciário Rafael Soares, morto durante um assalto na última terça-feira (19/6), em Valparaíso (GO), será sepultado nesta terça (26) com honras fúnebres. Um cortejo formado por viaturas do Corpo de Bombeiros e das polícias Civil e Militar concentrará-se na Papuda e seguirá até o cemitério Jardim Metropolitano, no Entorno do DF. A informação foi confirmada na noite de segunda-feira (25) ao Metrópoles pelo presidente do Sindicato dos Agentes de Atividades Penitenciárias (Sindpen-DF), Leandro Allan Vieira.

Ainda na segunda (25), véspera do velório, a informação de que as viaturas do sistema prisional não seriam liberadas para o cortejo gerou revolta em praticamente todas as categorias da Segurança Pública do Distrito Federal. Policiais e membros da categoria de Rafael Soares uniram-se para pressionar a direção da Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe), que acabou cedendo e liberou tanto veículos quanto servidores para participarem das homenagens ao agente assassinado, conforme nota divulgada e reproduzida abaixo.

O presidente do Sindpen-DF lamenta a morte do colega de categoria e diz que as honrarias são um gesto simbólico para homenagear alguém que representava o poder do Estado na tutela de pessoas em dívida com a sociedade.

“Quando um membro da Segurança morre em virtude de uma ação violenta, como foi o caso do Rafael, a gente sente muito. Na nossa área, trabalhamos cumprindo o papel do Estado, garantindo à sociedade que o apenado cumpra a sua pena”, ressalta Leandro Allan Vieira.

Uma negociação entre o sindicato e a Sesipe garantiu aos agentes que não estiverem escalados para trabalhos de escolta de presos e controle de visitas, a liberação para participar da despedida de Rafael Soares, em Valparaíso.

Latrocínio
Rafael morreu no sábado (23), após passar quatro dias internado no Instituto Hospital de Base (IHBDF). Ele foi abordado por três assaltantes e reagiu ao assalto, atingindo e matando um dos criminosos. Durante a troca de tiros, ele foi baleado na cabeça, perdeu massa cefálica e não resistiu aos ferimentos.

Dos três envolvidos no crime, um deles continua foragido: Maycon Alef Silva e Melo foi reconhecido pelas tatuagens de um dragão e o nome da filha escrito no braço (veja imagens abaixo).

Nota divulgada pela Sesipe
Liberação dos servidores para o velório e o sepultamento do agente R. Soares

A Subsecretaria do Sistema Penitenciário do Distrito Federal (Sesipe-DF) informa que, em razão do velório do agente Rafael Soares, nesta terça-feira (26), está autorizada a liberação dos servidores que fazem parte do efetivo da subsecretaria e das unidades subordinadas.

Ficará a cargo dos diretores possibilitarem a participação do maior número de servidores, entre as 10h e as 15h, desde que sejam mantidos os serviços essenciais, como a escolta para audiências e a manutenção da segurança durante a realização das visitas.

O cortejo com viaturas está sendo organizado pela Diretoria Penitenciária de Operações Especiais (Dpoe), com saída prevista para às 8h, na base da unidade, e seguirá até a funerária, no Jardim Ingá (GO), de onde se deslocará para o cemitério.

O velório e o sepultamento serão realizados no cemitério Jardim Metropolitano em Valparaíso de Goiás (GO), localizado na BR-040, km 4,7, Área Especial.