Aeroporto de Brasília começa a retomar voos a partir de 24 de maio

Oito destinos serão resgatados: Santos Dumont, Congonhas, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Confins, Salvador e Porto Alegre

Desinfecção Aeroporto Internacional de BrasíliaHugo Barreto/Metrópoles

atualizado 08/05/2020 8:02

Após registrar queda de 90% no fluxo devido à crise do novo coronavírus, o Aeroporto Internacional de Brasília começa, aos poucos, a retomar alguns voos. A partir do próximo dia 24, o número de destinos saindo da capital vai aumentar de 15 para 24. Nada perto, porém, das 45 localidades nacionais e 10 internacionais nas quais os aviões pousavam ou faziam conexões antes de a infecção por Covid-19 ser declarada pandemia pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A mudança trará de volta oito roteiros suspensos. O brasiliense conseguirá sair do DF para desembarcar novamente no Aeroporto Santos Dumont (RJ), no de Congonhas (SP), Cuiabá (MT), em Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Confins (MG), Salvador (BA) e em Porto Alegre (RS).

Na última semana de abril, o Aeroporto de Brasília recebeu 139 pousos e decolagens. Com as novas operações, que iniciarão na última semana de maio, o terminal passará a ter uma frequência semanal de 249 voos. Um crescimento de 79%, que nem se compara com os 2.496 pousos e decolagens em janeiro, dois meses antes da crise da Covid-19.

A redução abrupta na movimentação do terminal é resultado das medidas de restrição à locomoção e viagens implementadas para o enfrentamento da pandemia de Covid-19.

A explosão no número de casos impactou negativamente o fluxo de passageiros. O temor de contágio levou usuários a cancelarem ou postergarem suas viagens, mas a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) começa a liberar novos destinos para que os brasilienses possam se reprogramar.

“Aos poucos, vamos ganhando novos destinos, tomando todas as precauções para uma viagem segura. Estamos em contato direto com todas as empresas e temos a certeza que sairemos mais fortalecidos deste período. A normalidade vai demorar, teremos de ter muita resiliência. Vamos retomando os destinos aos poucos e voltaremos a ligar cidades, pessoas e histórias, e voltaremos a ver muitos abraços de partidas e chegadas por aqui”, ressaltou o diretor de negócios aéreos da Inframerica, Roberto Luiz.

Protocolos

Os destinos antes suspensos serão liberados com todas as condicionantes que o Aeroporto de Brasília tem seguido desde os primeiros casos de coronavírus no mundo. Todos os passageiros terão a temperatura aferida no terminal. Se estiverem febris, com temperatura acima de 37,3ºC, não poderão entrar nos aviões.

0

A higienização também mudou. Álcool em gel, assepsia de cadeiras, do chão, tudo ficou mais rigoroso. As cadeiras e as mesas foram separadas para que as pessoas mantenham distância uma das outras e os funcionários usam roupas especiais para evitar contágio. Há ainda sinalização de uma distância segura em filas, balcões e elevadores, entre outras ações.

As operadoras

Nessa terça-feira (05/05), a companhia aérea Azul começou a operar um novo voo direto para Cuiabá (MT).  A operação acontece três vezes na semana.

As empresas Gol e Latam manterão Brasília como ponto de conexão importante para a Região Norte do país. Hoje, o terminal brasiliense tem voos para Manaus, Belém, Rio Branco, Palmas, Boa Vista, Porto Velho e Macapá, que além de passageiros, estão recebendo cargas e profissionais da saúde.

No dia 24 de maio, a Gol retoma seus voos para algumas cidades do Nordeste, do Sul e Sudeste, como Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Curitiba e Porto Alegre, estes com três frequências semanais. A empresa também vai iniciar operações diárias para dois importantes aeroportos: Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ).

A Latam, além de continuar com seus nove destinos que ligam a capital federal com Santarém, Guarulhos, Imperatriz, Rio Branco, entre outros, passará também a ter voos diários para o Aeroporto de Santos Dumont no dia 28 de maio.

Suspensões

Desde o dia 25 de março, os voos internacionais foram suspensos. Há uma expectativa de retomada progressiva de alguns deles em junho, a depender da situação de contágio da Covid-19 nos países. O Aeroporto de Brasília movimentava, em média, 380 voos diários e é o 3º maior terminal do país em movimentação de passageiros.

Últimas notícias