Advogada da Asa Sul é presa pela PCDF por associação criminosa e furto

A ação resultou no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão e na prisão de três suspeitos, entre eles a advogada de 45 anos

atualizado 29/04/2021 21:50

joias apreendidasReprodução/PCDF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deflagrou operação nesta quinta-feira (29/4) para prender autores de um furto cometido contra uma idosa de 86 anos. Cerca de R$ 500 mil em joias foi levado da casa da vítima, na quadra 714 Sul, em 21 de abril. A ação resultou no cumprimento de sete mandados de busca e apreensão e na prisão de três suspeitos, entre eles uma advogada de 45 anos que mora na Asa Sul.

De acordo com as investigações, a advogada mantinha relacionamento amoroso com um dos ladrões, que mora na invasão conhecida como Cobra Coral, também na Asa Sul. A suspeita cedeu um apartamento onde mora para esconder as joias furtadas e emprestou o carro para que o furto fosse realizado. Ela foi presa por associação criminosa e também será indiciada pelo furto contra a idosa.

Durante a operação, parte das joias furtadas foram recuperadas na casa de outros três alvos, que foram presos em flagrante pelo crime de associação criminosa. Além disso, na casa de um dos suspeitos, os policiais encontraram diversas pedras de crack, que resultaram na sua prisão em flagrante por tráfico de drogas.

Os mandados foram cumpridos em quatro barracos na Cobra Coral, em um apartamento na 413 Sul e em duas residências na Vila Telebrasília. Os agentes localizaram ainda outros objetos de procedência duvidosa que podem estar relacionados a outros furtos ocorridos na região.

As investigações irão prosseguir para identificar os donos desses objetos apreendidos, como também o receptador das joias que não foram recuperadas nesta quinta.

Últimas notícias